Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 11º

Edição

Turistas em Cabo Verde gastam menos de 1/4 do orçamento de férias no país

Os mais de 500 mil turistas que visitaram Cabo Verde em 2016 gastaram menos de um quarto do seu orçamento de férias no país, valor que tem vindo a diminuir desde 2014, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística.

Turistas em Cabo Verde gastam menos de 1/4 do orçamento de férias no país
Notícias ao Minuto

16:14 - 07/12/17 por Lusa

Economia Dados

De acordo com o Inquérito aos Gastos e Satisfação dos Turistas, em 2016 Cabo Verde foi visitado por 507.605 turistas, a maioria integrados em pacotes "tudo incluído" (81,5%), tendo 82,8% dos gastos da viagem sido realizados no país de origem.

Os gastos dos turistas em Cabo Verde representaram apenas 17,2% da despesa total com as férias, percentagem que em 2015 foi 17,9% e em 2014 25,2%.

Em termos globais, os gastos dos turistas caíram de quase 200 milhões de euros em 2014 para cerca de 120 milhões de euros em 2016.

A maioria dos turistas visitou o país na época alta (57,3%) e ficou alojada em hotéis (78%), sobretudo nas ilhas do Sal e Boavista.

O Reino Unido foi o principal mercado emissor de turistas (22%), seguindo a Alemanha, Portugal, França, Holanda e Bélgica.

Entre os turistas que viajaram em pacotes turísticos, a maior parte dos gastos realizados em Cabo Verde foi em alimentação e bebidas (25,6%) e artesanato (29,5%), enquanto os que viajaram por conta própria gastaram sobretudo em alojamento (37,2%) e alimentação e bebidas (35,8%).

Por países de origem, os turistas do Reino Unido foram os que maior percentagem (16,1%) gastaram entre os que viajaram em pacotes turísticos, enquanto nos que viajaram por conta própria, os portugueses registaram a maior fatia de gastos no destino (23,2%).

Globalmente, os portugueses foram os que gastaram mais, com 24,3% do seu orçamento de férias a ser gasto em Cabo Verde.

Os turistas brasileiros foram os que fizeram o gasto médio diário mais elevado, cerca de 110 euros por dia.

Os portugueses tiveram um gasto médio diário de cerca de 40 euros, e os ingleses de cerca de cinco euros.

O estudo traça ainda um perfil dos turistas que visitam Cabo Verde, revelando que são na maioria mulheres, com uma idade média de 43 anos, empregadas ou reformadas, que visitam sobretudo as ilhas do Sal e Boavista, alojam-se em hotéis e ficam em média entre oito e dez noites.

Em termos globais, o inquérito indica que os turistas estão satisfeitos com a oferta de serviços e a maioria pretende regressar e recomendar Cabo Verde como destino turístico.

Os níveis mais baixos de satisfação são registados em relação ao aluguer de viaturas, discotecas e atividades desportivas.

O inquérito foi realizado nos aeroportos internacionais da Praia, S. Vicente, Sal, e Boavista junto de cerca de 3.000 turistas.

Em setembro, o Governo cabo-verdiano apresentou um Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável do Turismo no horizonte 2030, que recomenda medidas para incentivar o consumo local por parte dos turistas, por forma a beneficiar a população.

Cabo Verde estima receber 3,1 milhões de turistas até 2030.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório