Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Avaliação bancária das casas portuguesas volta a máximos de seis anos

O mercado imobiliário nacional segue em rota ascendente, segundo os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística.

Avaliação bancária das casas portuguesas volta a máximos de seis anos

As casas portuguesas continuam a ficar mais valiosas. Essa é a conclusão a tirar de mais um boletim estatístico do INE sobre o mercado imobiliário nacional, que mostra um novo aumento das avaliações feitas pela banca nacional. 

"O valor médio de avaliação bancária para o total do País fixou-se em 1.135 euros por metro quadrado (euros/m2) em setembro, mais 13 euros do que o observado em agosto. Este valor representa um aumento de 1,2% em relação ao mês precedente e 5,5% face ao mesmo mês do ano anterior", pode ler-se no boletim estatístico divulgado na manhã desta sexta-feira. 

Todas as regiões registaram um aumento dos valores usados como referência para a concessão de crédito à habitação, com as maiores subidas a serem registadas na Região Autónoma dos Açores (2,1%), na Região Autónoma da Madeira (2,0%) e no Centro e na Área Metropolitana de Lisboa (1,5%). 

"Em comparação com o período homólogo, o valor médio de avaliação registou um crescimento de 5,5% em setembro (4,6% em agosto). As variações mais significativas observaram-se na Região Autónoma da Madeira (8,7%), no Centro (7,3%) e no Norte (6,1%), tendo a Região Autónoma dos Açores apresentado o menor crescimento (3,2%)", salienta o Instituto Nacional de Estatística. 

Os aumentos foram registados em apartamentos e moradias, com os apartamentos a terem a subida mais significativa em percentagem. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório