Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2017
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Todos os passageiros afetados foram notificados, garante Ryanair

A Ryanair informou que os 315 mil passageiros afetados pelos voos cancelados até ao final de outubro foram notificados e mais de metade deverão ter ainda hoje viagens alternativas marcadas.

Todos os passageiros afetados foram notificados, garante Ryanair
Notícias ao Minuto

15:45 - 20/09/17 por Lusa

Economia Aviação

Em comunicado, a companhia aérea irlandesa 'low cost' (baixo custo) informa que o cancelamento de 2.100 ligações até ao final de outubro vai afetar 315.000 passageiros, número que "é inferior à estimativa inicial de 390.000", uma vez que as taxas de ocupação para setembro eram de 90%, mas para outubro se ficavam pelos 70%.

Segundo a mesma nota, até ao final do dia de hoje, a Ryanair espera ter remarcado em voos alternativos da companhia mais de 175.000 passageiros, ou seja, mais de 55% do total de passageiros afetados, e ter processado o reembolso de outros 63.000 (mais de 20% dos clientes afetados).

Neste sentido, a Ryanair adianta que reforçou a equipa de atendimento ao cliente para acelerar os processos de alteração de voo ou de reembolso.

O calendário da companhia prevê ainda o processamento de mais de 300.000 alterações de voo ou devoluções (mais de 95% dos passageiros afetados) até ao final da semana.

Na sexta-feira, a companhia aérea 'low cost' (baixo custo) anunciou o cancelamento de 40 a 50 voos por dia durante seis semanas, até ao final de outubro, num total de cerca de 2.000 voos, com o objetivo de "melhorar a sua pontualidade", que diz ter caído "abaixo de 80%" nas duas primeiras semanas de setembro.

O responsável de marketing da Ryanair, Kenny Jacobs, garantiu que a companhia aérea está "a trabalhar arduamente para solucionar esta falha de planeamento do "roster" [planificação dos horários de pilotos e tripulação].

"Reforçámos a equipa de atendimento ao cliente para acelerar o ritmo da receção e resolução de pedidos de remarcação de voos ou reembolso", disse, realçando que a expectativa é "ter a grande maioria destes pedidos solucionados até ao final desta semana".

Segundo o responsável, a maioria dos pedidos dos passageiros com voos cancelados está a ser solucionada 'online', mas, uma vez que as linhas de atendimento estão extremamente ocupadas, solicita aos clientes afetados "um pouco mais de paciência".

Na segunda-feira, o presidente executivo da Ryanair, Michael O'Leary, assegurou que o cancelamento de voos nas próximas seis semanas não se deve a falta de pilotos, mas a um "erro" na distribuição de férias, tendo assumido "toda a responsabilidade pessoal".

Numa conferência de imprensa realizada em Dublin, sede da companhia aérea, O'Leary pediu desculpas aos milhares de passageiros que serão afetados por esta medida, mas insistiu que apenas serão afetados 2% de todos os voos da companhia, líder na Europa no setor 'low cost'.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório