Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2017
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Portugal volta a destacar-se na feira de calçado de Milão

Portugal volta a ser a segunda maior delegação estrangeira na principal feira de calçado do mundo, levando de domingo a quarta-feira à MICAM, em Milão, 96 empresas responsáveis por 8.300 empregos e 550 milhões de euros de exportações.

Portugal volta a destacar-se na feira de calçado de Milão
Notícias ao Minuto

15:23 - 16/09/17 por Lusa

Economia Itália

Segundo destaca a Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), esta nova aposta do sector em Itália acontece num ano em que as exportações portuguesas de calçado "caminham para novo máximo histórico", a manter-se o ritmo de crescimento de 6,3% registado até junho.

"Portugal exportou, no primeiro semestre de 2017, 43 milhões de pares de calçado no valor de 960 milhões de euros. A confirmarem-se estes valores até final do ano, este será o oitavo ano de crescimento do calçado português nos mercados externos", sustenta a associação, responsável pela presença portuguesa na MICAM.

Conforme recorda, "desde 2009 as vendas de calçado português nos mercados internacionais aumentaram, sensivelmente, 60%, passando de 1.200 milhões para praticamente 1.950 milhões de euros no final do último ano".

"Na primeira metade de 2017, o calçado português cresceu em praticamente todos os mercados relevantes", salienta a APICCAPS, apontando o acréscimo de 5,2% na União Europeia (UE), "fruto dos bons desempenhos em países como França (mais 4% para 202 milhões de euros), Holanda (mais 6% para 136 milhões de euros) e Alemanha (mais 8% para 181 milhões de euros)".

Já para Itália as exportações de calçado português somaram 27 milhões de euros, enquanto as importações ficaram pelos 24 milhões, o que resultou num saldo comercial positivo de três milhões de euros.

Fora do espaço europeu, o destaque é dado aos crescimentos nos EUA (mais 7% para 35 milhões de euros), Rússia (mais 32% para 13 milhões de euros), Canadá (crescimento de 30% para 12 milhões de euros), Angola (mais 126% para 11 milhões de euros) e Japão (aumento de 6% para 11 milhões de euros).

Atualmente, a indústria portuguesa de calçado exporta mais de 95% da sua produção para 152 países dos cinco continentes.

Inserida na estratégia promocional definida pela APICCAPS e pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), com o apoio do Programa Compete 2020, para "consolidar a posição relativa do calçado português nos mercados externos", a participação portuguesa na MICAM - apresentada como "a maior feira de calçado do mundo" -- destaca-se como "uma das maiores presenças de sempre de Portugal num evento no exterior".

No total, as 96 empresas portuguesas participantes "respondem por mais de 8.000 postos de trabalho e, sensivelmente, 500 milhões de euros de exportação", fazendo da presença nacional "a segunda maior delegação estrangeira na feira, apenas superada por Espanha".

No domingo, a delegação portuguesa receberá a visita do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e dos secretários de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, e da Indústria, Ana Lehmann.

Ao todo, de domingo a quarta-feira marcarão presença na feira de Milão mais de 1.600 expositores, de aproximadamente 50 países, sendo aguardados mais de 40 mil visitantes profissionais.

Globalmente, são cerca de 190 as empresas portuguesas da fileira do calçado que estão a participar, desde o início do ano, no que a APICCAPS descreve como "um megaprograma de promoção à escala internacional", que se traduzirá na presença em mais de 60 fóruns internacionais da especialidade.

"A promoção comercial externa é a primeira das prioridades para a indústria portuguesa de calçado, que coloca no exterior mais de 95% da sua produção", considera a associação setorial.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório