Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Desemprego jovem e apoios às PME dominam cimeira europeia

Os líderes europeus reúnem-se hoje e sexta-feira, em Bruxelas, para tentarem encontrar respostas para travar o desemprego jovem e melhorar o acesso ao financiamento por parte das Pequenas e Médias Empresas (PME).

Desemprego jovem e apoios às PME dominam cimeira europeia
Notícias ao Minuto

06:22 - 27/06/13 por Lusa

Economia Bruxelas

A cimeira europeia, que terá início pelas 16:30 (menos uma hora em Lisboa), terá como temas "principais" o combate ao desemprego jovem e o financiamento à economia, nomeadamente às PME, tendo o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, apelado aos chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) para que acordem medidas "tangíveis".

No que respeita à criação de emprego para os jovens, estará em debate uma proposta que consiste em concentrar em 2014 e 2015 a verba de seis mil milhões de euros destinada à garantia jovem, inicialmente prevista para o período 2014-2020.

Quanto ao apoio às PME, os líderes dos 27 Estados-membros discutirão as propostas conjuntas que serão presentadas pelos presidentes da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e do Banco Europeu de Investimento (BEI), Werner Hoyer.

Durão Barroso disse, na semana passada, que estarão em discussão três opções, mas escusou-se a avançar os montantes em causa, afirmando apenas serem "muitíssimo consideráveis".

O presidente do executivo comunitário explicou, na altura, que a mobilização dos fundos para as PME será feita da seguinte forma: "a Comissão Europeia põe uma parte dos fundos estruturais como capital de início, os países que o quiserem [...] podem pôr também parte dos fundos estruturais para esse objetivo", existindo depois "um efeito de alavancagem financeira com empréstimos do BEI".

Em discussão estará também o novo instrumento apresentando na quarta-feira pela Comissão Europeia, designado fundo europeu de investimento a longo prazo, que pretende mobilizar capital para empresas não cotadas em bolsa e projetos a longo prazo, como as infraestruturas.

Portugal estará representado no Conselho Europeu pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, que adiantou, na semana passada, que o Governo está a trabalhar na criação de uma "instituição financeira especializada", que vai utilizar fundos estruturais para facilitar o financiamento às PME.

Fora do âmbito económico, deverá ser anunciada, na sexta-feira, a decisão de abrir as negociações para a adesão da Sérvia à UE.

Na quarta-feira, o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, e o primeiro-ministro sérvio, Ivica Dacic, afirmaram esperar "boas notícias" na cimeira de líderes europeus, com a decisão formal de abertura de negociações para a adesão da Sérvia ao bloco europeu.

A cimeira decorrerá numa altura em que funcionários do Conselho Europeu estão em greve, uma paralisação que não deverá ter consequências no decorrer dos trabalhos, podendo apenas fazer-se notar em aspetos alguns práticos, como a redação dos documentos oficiais ou o funcionamento dos serviços de restauração.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório