Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2017
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

Ministro da Ciência considera que "começou novo ciclo de crescimento"

O ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor, defendeu hoje que 2016 foi "claramente um ano de mudança, em que começou um novo ciclo de crescimento" no setor da investigação e inovação.

Ministro da Ciência considera que "começou novo ciclo de crescimento"
Notícias ao Minuto

06:12 - 21/08/17 por Lusa

Economia Manuel Heitor

"Mas é preciso continuar (...). Temos que começar a garantir, de forma sistemática, um aumento da despesa pública [das instituições de ensino superior] a ritmos consideráveis", sustentou, reiterando que, sem o aumento na despesa pública, não é possível estimular o crescimento da despesa privada (das empresas).

Manuel Heitor comentava, em declarações à Lusa, os dados hoje divulgados pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, segundo os quais a despesa em investigação e desenvolvimento cresceu, em 2016, mais 113,3 milhões de euros, para 2.347,7 milhões de euros, face a 2015, representando 1,27% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

O ministro entende que seria desejável que, entre 2018 e 2022, houvesse um aumento mínimo na despesa pública de 50 milhões de euros anuais, para que a despesa privada no setor crescesse 200 a 300 milhões de euros por ano.

Deste modo, assinalou, o investimento global em ciência e inovação atingiria 2,15% do PIB em 2022.

"Se fizermos isso, damos um pulo na especialização económica como nunca antes tínhamos dado", advogou.

Questionado sobre se a meta, em termos de investimento público, começa a ser plasmada no Orçamento do Estado para 2018, referiu apenas que o documento "está em discussão no Governo".

"Estamos a trabalhar para isso, o orçamento ainda não está definido", afirmou, evasivo.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório