Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2019
Tempo
22º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Governo acredita que agricultores vão receber mais apoios

No dia em que arranca a última etapa das negociações da Política Agrícola Comum (PAC), o secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque, revela na antena da TSF que Portugal vai conseguir um aumento das ajudas directas aos agricultores que resulte também numa “aproximação de valores” ao da “média da União Europeia (UE)”.

Governo acredita que agricultores vão receber mais apoios

O Governo põe hoje termo, em Bruxelas, às negociações PAC. No mesmo dia, na TSF, o secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque, diz estar convencido de que Portugal, apesar das limitações orçamentais a que está sujeito, vai conseguir obter um aumento dos apoios directos concedidos aos agricultores.

“É possível subir [o valor dos actuais apoios] porque vai haver uma aproximação de valores de Portugal à média da UE, [o que] fará com que, em termos nominais, esses montantes aumentem ano a ano até 2019”, refere o secretário de Estado, acrescentando que esse pacto poderá no total “chegar a valores de quase 600 milhões de euros”.

Simplificando, José Diogo Albuquerque explica que “um agricultor [que] recebe hoje em média por hectare 188 euros, em 2019 vai ter praticamente 200 euros por hectare”. Estes apoios, salienta o governante, são “importantes para o rendimento dos agricultores, um sector que está a fazer muito pelo País”.

A confirmar-se este aumento, alguns sectores poderão ser mais penalizados. Porém, José Diogo Albuquerque sublinha que parte para as negociações em Bruxelas apostado em não aceitar “rupturas”.

“Temos que assegurar que as modalidades da PAC não vão trazer rupturas nos reequilíbrios entre os agricultores, tem que ser algo que possa introduzir algum reequilíbrio mas que seja sustentável. Nunca poderemos aceitar que produtores de leite ou de arroz possam ter perdas de 80%, isso é inaceitável para o nosso País. Algum travão teremos que ter porque são sectores que estão a lutar pela nossa balança comercial e que trazem valor acrescentado à nossa agricultura”, rematou o secretário de Estado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório