Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Não é só a manteiga: O famoso Camembert também está em crise

Mais uma vez, a imprensa britânica lança um aviso preocupante para os fãs da cozinha francesa.

Não é só a manteiga: O famoso Camembert também está em crise
Notícias ao Minuto

08:20 - 21/06/17 por Bruno Mourão

Economia Queijo

O seu vinho do Porto ou vinho tinto para as ocasiões especiais pode perder o fiel companheiro da Normandia. 

Segundo o jornal Metro, a intenção de levar o famoso queijo Camembert a mais partes do mundo está a obrigar alguns produtores a alterarem o método histórico de produção do queijo, reduzindo significativamente a quantidade de exemplos de verdadeiros camemberts à venda. 

Para ser considerado um verdadeiro exemplar de camembert, o queijo tem de ser reconhecido com o selo de Denominação de Origem Protegida, atribuído apenas ao  queijo produzido com leite cru de vacas da Normandia alimentadas com erva e feno das pastagens locais; o leite não pode ser transportado mais do que algumas centenas de metros, para evitar estragar a cremosidade necessária para produzir o camembert. 

Para produzir um exemplar, o leite deve ter pelo menos 38% de gordura e tem de ser despejado manualmente através de conchas, para criar o interior cremoso e espesso que fica a repousar. 

O grande problema, segundo o britânico Metro, é que os produtores começaram a utilizar leite pasteurizado para acelerar a produção e reduzir os custos, uma mudança que compromete a qualidade final e impede o governo francês de reconhecer os queijos como verdadeiros camemberts. 

A produção de queijos reconhecidos é cada vez mais escassa, mas a insistência na utilização de leite cru parece pelo menos "salvaguardar a autenticidade", como salienta o Metro.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório