Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

Associação do Alojamento Local contesta proposta do PS sobre condomínios

Lisboa, 24 mai - A Associação do Alojamento Local em Portugal (ALEP) considerou hoje "inconstitucional e desajustada" a proposta do PS de tornar obrigatória a autorização dos condomínios para o exercício da atividade de arrendamento a turistas numa fração de um prédio.

Associação do Alojamento Local contesta proposta do PS sobre condomínios
Notícias ao Minuto

20:34 - 24/05/17 por Lusa

Economia Habitação

inconstitucional, desajustada, revela um grande desconhecimento desta atividade e, a ser adotada, poderá conduzir ao desemprego, só em Lisboa e Porto, de mais de 10 mil pessoas, pondo em causa o rendimento principal, de mais de quatro mil famílias", afirmou o presidente da ALEP, Eduardo Miranda, referindo-se ao projeto de lei do PS para clarificar o regime de autorização e de exploração de estabelecimentos de alojamento local.

Em comunicado, a associação do setor do alojamento local diz-se "muito surpreendida pelo facto de este projeto ser da responsabilidade do partido do Governo", uma vez que o atual executivo tem dado prioridade ao crescimento do turismo e "enaltecido publicamente resultados financeiros recorde do setor".

"Um terço da oferta turística de dormidas provém do alojamento local que tem tido uma forte influência no desenvolvimento económico do setor", disse o presidente da ALEP, reforçando que projeto de lei do PS "tem um impacto muito negativo no turismo português e revela desconhecimento do setor".

De acordo com Eduardo Miranda, a proposta dos socialistas "contraria o direito à propriedade privada", nomeadamente o direito dos proprietários decidirem o tipo de utilização que pretendem dar ao imóvel que possuem, pelo que é "inconstitucional".

"Este projeto fere, em toda a linha, os interesses de quem investe no setor imobiliário, na reabilitação urbana e no turismo, tal como foi evidenciado pelo recente acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, que deliberou a favor da compatibilidade do alojamento local com o uso habitacional, não carecendo, por conseguinte, da aprovação do condomínio", declarou a associação ALEP, acrescentando que a proposta do PS peca ainda por não esclarecer com que critérios a assembleia de condóminos pode decidir sobre o uso da propriedade alheia.

Para o representante dos estabelecimentos de alojamento local em Portugal, é "perfeitamente possível" o equilíbrio e a coexistência dos condóminos e da atividade do alojamento local, desde que se apliquem as boas práticas de vizinhança.

Nesse sentido, Eduardo Miranda lembrou que a ALEP está a ultimar um manual de boas práticas que pretende auxiliar proprietários e hóspedes a respeitarem as regras de alojamento.

Apresentado na terça-feira à Assembleia da República, O projeto de lei do PS pretende "assegurar que a atividade de alojamento local, no caso de prédios urbanos destinados a habitação, não seja exercida com desconsideração dos direitos dos demais condóminos", pelo que acrescenta ao rol de documentos necessários ao registo de estabelecimento de alojamento local a cópia da deliberação da assembleia geral de condóminos que autorize o titular da exploração do estabelecimento a exercer a respetiva atividade.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório