Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Parte da carne brasileira que está a caminho da Europa será devolvida

Parte da carne brasileira que está a caminho dos países da União Europeia (UE) será rejeitada e devolvida ao Brasil, anunciou hoje o portal de notícias G1, que cita uma mensagem eletrónica recebida da Comissão Europeia.

Parte da carne brasileira que está a caminho da Europa será devolvida
Notícias ao Minuto

19:58 - 24/03/17 por Lusa

Economia Importações

Serão rejeitadas as carnes vendidas por 21 fábricas citadas numa operação policial, divulgada na semana passada no Brasil, que detetou a venda ilegal de produtos e até mesmo a comercialização de carnes alegadamente impróprias para consumo.

O comissário europeu para Saúde e Segurança Alimentar, Vytenis Andriukaitis, estará no Brasil na próxima segunda-feira para uma série de reuniões com as autoridades brasileiras.

Entre os compromissos já divulgados está um encontro com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, no qual o comissário europeu discutirá as denúncias contra empresas brasileiras que exportam carne para a UE.

Hoje de manhã, o Governo de Hong Kong já havia anunciado que vai retirar do mercado a carne brasileira exportada pelas empresas que estão a ser investigadas.

Pelo menos China, Hong Kong, Chile, Egito, Argélia, Jamaica, Trinidad e Tobago, Panamá, Qatar, México, Bahamas e Peru já anunciaram a suspensão da compra da carne brasileira.

A UE e mais três países, Japão, África do Sul e Suíça, determinaram suspensões parciais da compra destes produtos.

Por seu lado, os Estados Unidos, Vietname, Arábia Saudita, Coreia do Sul e Angola reforçaram as medidas de controlo sanitário da carne brasileira.

Já Israel, Barbados e a Argentina anunciaram controlos sanitários mais rigorosos e pediram informações sobre as empresas exportadoras do país.

O Brasil, considerado um dos maiores exportadores de carne do mundo, tenta reverter uma crise de confiança sobre as carnes exportadas pelo país desde a semana passada, quando a polícia federal denunciou a venda de produtos ilegais feita por 21 fábricas do setor de carne, entre elas unidades de grandes companhias exportadoras como a BRF e a JBS.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, o país exportou em 2016 mais de um milhão de toneladas de carne bovina. Os principais destinos foram Hong Kong, Egito, China e Rússia.

Também foram exportados cerca de 3,9 milhões de toneladas de carne de frango sem ser processada, cujos principais compradores foram a Arábia Saudita, China, Japão, Emirados Árabes Unidos e Hong Kong.

O Brasil vende produtos de origem animal para mais de 150 países, detendo uma quota 20% do mercado internacional de carne (bovinos, aves e suínos).

O setor de carne do país movimenta cerca de 14 mil milhões de dólares (12,9 mil milhões de euros) por ano em exportações.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório