Meteorologia

  • 23 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Multimilionários portugueses estão mais ricos. Sabe quem surge à frente?

Os históricos líderes de três grandes grupos portugueses surgem entre os mais ricos do mundo segundo a contabilidade da Forbes.

Multimilionários portugueses estão mais ricos. Sabe quem surge à frente?
Notícias ao Minuto

14:16 - 20/03/17 por Bruno Mourão

Economia Forbes

Não é surpresa para ninguém que em Portugal há uma elite que tem os bolsos muito, muito cheios. Mais uma vez, a Forbes identifica na sua lista anual de mais ricos os nomes dos portugueses mais abastados, com direito a uma surpresa com sotaque... castelhano. 

Segundo a revista norte-americana, Américo Amorim voltou este ano a ser destacado como o português mais rico, graças a uma fortuna avaliada em cerca de 4,1 mil milhões de euros. Apesar de ter ficado mais rico do que no ano passado, o líder histórico do grupo corticeiro Amorim foi ultrapassado por vários outros multimilionários e caiu 16 lugares no ranking global, para o 385º lugar. 

Entre os portugueses, surge no segundo lugar o antigo líder executivo do grupo Jerónimo Martins, Alexandre Soares dos Santos, com uma fortuna de 2,5 mil milhões de euros. A riqueza do pai do atual líder da Jerónimo Martins aumentou o suficiente para subir 109 lugares no ranking global da Forbes, ocupando agora o 745ª posição.

A fechar o pódio dos mais ricos de Portugal surge a grande surpresa, só possível devido às regras de contabilização da Forbes: Demetrio Carceller Coll. Se nunca ouviu o nome, não se admire: trata-se de um empresário espanhol, dono da cervejeira Damm e da empresa de gás Disa Corp., contabilizado pela Forbes como português porque vive durante uma parte substancial do ano em Portugal. Demetrio Carceller Coll surge em 973º lugar do ranking com uma fortuna de 1,95 mil milhões de euros.

Se tivermos em conta apenas os multimilionários nascidos em Portugal, o inevitável Belmiro de Azevedo surge a seguir, mas a larga distância. O histórico líder da Sonae perdeu algum dinheiro este ano devido à desvalorização das ações da empresa e caiu para a 1376ª posição, com 'apenas' 1,4 mil milhões de euros de riqueza.

[Notícia atualizada às 14h30]

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório