Meteorologia

  • 20 JULHO 2017
Tempo
23º
MIN 20º MÁX 25º

Edição

Lisboa em alta com Novabase a liderar em dia de estreia do novo PSI 20

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, a partir de hoje com mais dois títulos, estava em alta, com a estreante Novabase a liderar os ganhos, a subir 2,96% para 3,13 euros.

Lisboa em alta com Novabase a liderar em dia de estreia do novo PSI 20
Notícias ao Minuto

09:30 - 20/03/17 por Lusa

Economia Bolsa

Cerca das 9h00 em Lisboa, o PSI20 - que a partir de hoje passou de 17 para 19 títulos -, estava a subir 0,26% para 4.626,04 pontos, com 13 'papéis' a valorizarem-se, cinco a caírem e um inalterado.

Além das da Novabase, as ações da Sonae Capital, da Sonae e Mota-Engil também estavam a subir, designadamente 1,50% para 0,744 euros, 1,25% para 0,89 euros e 1,19% para 1,70 euros.

Em sentido contrário, a Ibersol, a outra estreante do PSI20, liderava as perdas, estando a descer 1,79% para 14,24 euros.

A empresa de restauração Ibersol e a tecnológica Novabase passaram a negociar a partir de hoje no índice de referência da bolsa portuguesa, o PSI20, que passa a contar com 19 empresas.

O regresso das duas empresas à 'primeira liga' da bolsa portuguesa foi decidido pela Euronext Lisboa, no âmbito da revisão anual do índice, e é positivo na opinião generalizada dos analistas contactados pela agência Lusa tanto para os dois títulos como para o principal índice da praça lisboeta, que ganha diversificação setorial.

Desde 10 de fevereiro que o PSI20 integrava apenas 17 empresas, depois da saída do BPI, que na sequência da oferta pública de aquisição (OPA) deixou de cumprir o requisito do capital disperso em bolsa, com o controlo de 84% pelo Caixabank.

O PSI20 está sem as 20 cotadas desde o verão de 2014, altura em que saíram o BES e o ESFG - Espirito Santo Financial Group.

As duas empresas juntam-se assim à Altri, o BCP, a Corticeira Amorim, os CTT, a EDP, a EDP Renováveis, a Galp, a Jerónimo Martins, o Montepio, a Mota-Engil, a Nos, a Pharol, a REN, a Semapa, a Sonae, a Sonae Capital e a The Navigator Company.

Na Europa, as principais bolsas estavam hoje no início da sessão em baixa, à espera da reunião do Eurogrupo, que vai analisar o resgate à Grécia e a situação do presidente, o holandês Jeroen Dijsselbloem, depois dos maus resultados do seu partido nas eleições legislativas da passada quarta-feira na Holanda.

Sobre o resgate à Grécia, prevê-se que os ministros se limitem a avaliar a situação depois da última missão das instituições - Comissão Europeia, Banco Central Europeu, Mecanismo Europeu de Estabilidade e Fundo Monetário Internacional - a Atenas e "apoiar" as partes a continuarem a trabalhar.

Isto, apesar de tecnicamente se poder alcançar um acordo durante o mês de março sobre o pacote de medidas adicionais que a Grécia deve adotar.

Na passada quarta-feira na Holanda, o partido liberal VVD do primeiro-ministro, Mark Rutte, venceu as eleições legislativas, travando assim o populismo representado por Geert Wilders da extrema-direita.

Em Nova Iorque, a bolsa em Wall Street fechou na sexta-feira com o Dow Jones a descer 0,10% para 20.914,62 pontos, depois de em 1 de março ter terminado a ganhar para o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 21.115,55 pontos.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a subir para 1,0770 dólares, contra 1,0741 na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent, para entrega em maio, abriu hoje em baixa, a cotar-se a 51,43 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,67% do que no encerramento da sessão anterior.

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório