Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Ter mais empresas a vender online depende de "trabalho muito partilhado"

A presidente executiva da SIBS, Madalena Cascais Tomé, afirmou hoje que o aumento do número de empresas portuguesas a vender 'online' depende de um "trabalho muito partilhado" entre comerciantes e entidades que disponibilizam pagamentos.

Ter mais empresas a vender online depende de "trabalho muito partilhado"
Notícias ao Minuto

19:57 - 09/02/17 por Lusa

Economia SIBS

Na conferência "A (R) Evolução nos Pagamentos Digitais", em Lisboa, a responsável indicou que 38% empresas nacionais têm presença 'online' e que apenas 17% tem atividade de comércio eletrónico.

"Tem que haver soluções disponíveis" e "cada vez mais simples" para pagamentos, enumerou Madalena Cascais Tomé, acrescentando a necessidade de um "trabalho muito partilhado" de entidades como a SIBS (que gere a rede Multibanco) e dos comerciantes, para "formar soluções".

Na sua apresentação integrada no Fórum de Administradores e Gestores de Empresas, que decorreu em Lisboa, a responsável previu que o cartão bancário "não vai desaparecer num horizonte de médio prazo", ao contrário do que está a acontecer com o dinheiro físico.

"Há um maior uso dos meios digitais, que acumulam sobre os métodos tradicionais, os cartões podem vir a desmaterializar-se como as 'wallets' [carteira] através do telemóvel", acrescentou.

Atualmente, em compras físicas é utilizado numerário em 22% dos casos, enquanto 'online' essa percentagem desce para 11%, ao utilizar-se o método de contra-entrega.

Citando vários estudos, a responsável indicou que o volume 'online' de compras em Portugal deverá representar 6,3 mil milhões de euros em 2020.

Atualmente, mais de 50% dos portugueses que compram 'online' gastam mais em 'sites' portugueses, mas mais de 80% já experimentaram 'sites' internacionais e 45% preferem plataformas estrangeiras.

A quota estimada do comércio 'online' na totalidade é de 3,1% em Portugal, enquanto a média europeia é de 6,4%, citou ainda a responsável, referindo a "oportunidade" que as empresas portuguesas podem aproveitar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório