Clima económico piorou, mas estamos mais confiantes

Os indicadores divulgados hoje pelo INE mostram uma diferença clara entre a perceção e a realidade da economia nacional.

© Wikimedia Commons
Economia INE

Depois de três meses de quedas, o indicador de confiança dos consumidores portugueses começou a aumentar em setembro e acumulou em novembro mais um mês de tendência positiva. 

PUB

"A recuperação do indicador de confiança dos Consumidores em novembro deveu-se ao contributo positivo das perspetivas relativas à evolução do desemprego, das expectativas relativas à situação económica do país e, menos intensamente, das apreciações da evolução da situação financeira do agregado familiar", explica o Instituto Nacional de Estatística no boletim divulgado esta manhã, onde é também revelada a queda do indicador de clima económico. 

"O indicador de clima económico diminuiu nos últimos dois meses, depois de ter aumentado em agosto e setembro." 

Ainda assim, em novembro "o indicador de confiança diminuiu na Construção e Obras Públicas, no Comércio e nos Serviços, tendo aumentado na Indústria Transformadora".

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS