O que vai estar no 'sapatinho' dos portugueses? Muito provavelmente roupa

A roupa e os brinquedos continuam a ser os clássicos presentes de Natal da maior parte dos lares nacionais.

© iStock
Economia Prendas

Falta menos de mês para o dia 25 de dezembro e o frenesim anual da compra de prendas já começou. Nos centros comerciais e lojas de rua em todo o país, as filas e as multidões começam a tornar-se regra, com quase todos os portugueses em busca do presente perfeito. 

PUB

Para tentar saber o que procuram os consumidores, o Observador Cetelem falou com 600 pessoas entre os 18 e os 65 anos, que deram sinais de pretender este ano algo muito semelhante à tendência histórica. Os dados foram revelados em comunicado oficial enviado para a redação do Economia ao Minuto. 

Mais de metade das pessoas inquiridas (58%) afirmou que a roupa é o principal presente oferecido, logo seguido pelos brinquedos (49%). As clássicas meias ou camisolas serão provavelmente presença assídua debaixo das árvores de Natal portuguesas, tal como os brinquedos para os mais novos. 

Ligeiramente abaixo na lista de prendas mais procuradas aparecem respetivamente os vouchers de oferta, os artigos de desporto, os cabazes, os smartphones e o equipamento informático. 

Os jovens adultos (25 a 34 anos) são quem mais pensa oferecer prendas, com cerca de 91% dos inquiridos a assumir a intenção; os portugueses com 55 a 65 anos surgem no lado contrário das intenções de oferta, com apenas 65% a planear comprar presentes. 

A maior parte das prendas deverá ser comprada nos centros comercias, que continuam a ganhar força todos os anos. As lojas de comércio tradicional surgem em segundo lugar das preferências, surgindo à frente dos super e hipermercados, lojas chinesas e as feiras ou mercados.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS