Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Exportações de calçado ultrapassam barreira dos 1.600 milhões em 2012

As exportações portuguesas de calçado aumentaram 4,5% em 2012, ultrapassando, pela primeira vez, a barreira dos 1.600 milhões de euros, divulgou esta segunda-feira a associação sectorial.

Exportações de calçado ultrapassam barreira dos 1.600 milhões em 2012

“O ano 2012 foi de afirmação internacional para a indústria portuguesa de calçado. Com a Europa a enfrentar um desempenho económico modesto, merece amplo destaque o crescimento das exportações portuguesas de calçado em 2,7% para o ‘Velho Continente’”, destaca a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado (APICCAPS).

Face aos principais concorrentes – Itália e Espanha – Portugal foi o país com maior crescimento: Itália aumentou 2,9% em valor (e surge como o país com calçado mais caro, com valor médio de 35 euros), mas caiu 6,5% em quantidade; já Espanha aumentou 1% em volume e 0,4% em valor (para 15,3 euros por par exportado).

Segundo a associação, as vendas para França e Alemanha, que se destacam como “os dois principais mercados de destino das exportações portuguesas”, cresceram, respectivamente, 4,8 e 3,2%, para 424 e 295 milhões de euros.

Já para a Holanda as exportações recuaram 7%, para 201 milhões de euros, enquanto para Espanha caíram 7,2% (para 162 milhões de euros) e para o Reino Unido diminuíram 1,7% (para 124 milhões de euros).

De acordo com a APICCAPS, “a aposta das empresas portuguesas em mercados de elevado potencial de crescimento começa a surtir efeito”, tendo os mercados extracomunitários sido, em 2012, “o principal motor de crescimento do calçado português”, ao aumentar 33%.

O destaque vai para os acréscimos na Rússia (mais 4,2%, para 23 milhões de euros), nos EUA (mais 50%, para 21 milhões de euros) e no Japão (mais 111%, para 13 milhões de euros).

“Pela negativa”, a associação aponta os decréscimos em Angola (menos 6%, para 15 milhões de euros) e no Canadá (menos 1%, para 11 milhões de euros).

A par do aumento das exportações, registou-se, no ano passado, um recuo das importações, o que reforçou o “estatuto” do calçado enquanto “produto que mais positivamente contribui para a balança comercial” portuguesa.

Em 2012, Portugal importou 49 milhões de pares de calçado, no valor de 416 milhões de euros (menos 21%), o que fez com que o saldo da balança comercial do sector do calçado tenha sido positivo em cerca de 1.200 milhões de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório