Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2022
Tempo
28º
MIN 19º MÁX 28º

Troika dá mais um ano a Portugal

A troika decidiu conceder a Portugal mais um ano para que a meta do défice público fique abaixo dos 3% do PIB (Produto Interno Bruto), avança a agência Reuters. Na origem do estender do prazo terá estado, de acordo com fontes próximas da sétima avaliação ao programa de ajustamento português, o facto de a degradação da economia europeia poder gerar uma maior recessão no País.

Troika dá mais um ano a Portugal
Notícias ao Minuto

11:02 - 11/03/13 por Notícias Ao Minuto

Economia Défice

"Há um grande esforço de ajustamento, que é reconhecido. Há já um consenso [na troika] que a envolvente externa se degradou e que Portugal precisa de mais um ano para descer o défice abaixo dos 3%". A afirmação pertence a uma fonte próxima do sétimo exame trimestral ao resgate externo, que, em declarações à agência Reuters, confirma assim a extensão do prazo para que o País cumpra a meta do défice.

Refira-se, contudo, que a concessão de mais tempo, no caso até 2015, precisa ainda do aval dos parceiros europeus no Ecofin.

Contactada pela Reuters, fonte oficial das Finanças sublinhou que o Ministério liderado por Vítor Gaspar não comenta esta informação.

Recentemente, Bruxelas, anunciou que prevê que Portugal registe um défice de 4,9% do PIB em 2013, pelo que os economistas estimam que a nova meta orçamental seja fixada à volta dos 5 %.

Esta manhã o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou os dados relativos ao quarto trimestre de 2012, que dão conta de uma descida do PIB para 3,8%, esclarecendo que estes números reflectem “uma diminuição menos acentuada nas importações e uma redução das exportações”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório