Meteorologia

  • 04 JULHO 2020
Tempo
33º
MIN 16º MÁX 34º

Edição

Destino Porto e Norte quer chegar aos sete milhões de turistas em 2020

O destino Porto e Norte quer conquistar mais 30% de turistas até 2020, atingindo os sete milhões de visitantes, e aumentar a estada média para os quatro dias, de acordo com o plano de marketing para esta região.

Destino Porto e Norte quer chegar aos sete milhões de turistas em 2020
Notícias ao Minuto

15:12 - 01/12/15 por Lusa

Economia Turismo

A Turismo Porto e Norte de Portugal (TPNP) desenvolveu uma estratégia de marketing para a região que traça como principais objetivos o aumento da notoriedade do destino, a melhoria dos indicadores do turismo e a redução das assimetrias entre os sub-destinos: Douro, Minho, Porto e Trás-os-Montes.

Hoje, em Vila Real, foi apresentada a estratégia para o Douro e, até 09 de dezembro, serão apresentados os planos para as restantes sub-regiões.

O documento define metas que devem ser alcançadas até 2020, entre as quais se destaca a conquista de mais de 30% de turistas em toda a região, ou seja, atingir a fasquia dos sete milhões de turistas.

Mas, segundo o presidente da TPNP, Melchior Moreira, pretende-se ainda aumentar a estada média dos turistas neste território, que atualmente é de 1.9. A meta é ultrapassar os quatro dias de estadia média até 2020.

A missão é ainda diminuir as assimetrias que se verificam atualmente entre os sub-destinos, fazendo os visitantes viajar pelos quatro territórios, bem como combater a sazonalidade que afeta, por exemplo, o Douro.

Especificamente para o destino duriense, o plano aponta como principais elementos de atratividade o turismo náutico (cruzeiros e passeios no rio Douro), bem como a gastronomia e vinhos (quintas), o turismo cultural e paisagístico e a natureza.

Como produtores complementares são apresentados o turismo religioso, a saúde e bem-estar, o golfe e negócios.

"Para este território temos que apostar naquilo que é verdadeiramente diferenciador e que não é replicável. Existe aqui e não existe em mais nenhuma parte do mundo e é essa especificidade que temos que vender", afirmou Isabel Castro, diretora de operações da TPNP.

E, por exemplo, para minimizar a sazonalidade, a responsável disse que se quer apostar no ciclo da vinha que potencie a vinda dos turistas à região para além da vindima, que é a altura do ano em que mais visitantes passam pelo Douro.

Os mercados prioritários para este sub-destino são Portugal, Espanha, França, Reino Unido e Holanda, Alemanha, Itália ou Estados Unidos da América.

Os segmentos de mercado que mais procuram este território são casais jovens ou recém-casados (dos 25 aos 35 anos), famílias com filhos menores (25 a 45 anos) e seniores e reformados (mais de 60 anos).

Segundo o plano, as motivações a explorar na captação de turistas para o Douro são a singularidade da paisagem, a riqueza do património edificado e imaterial bem como a gastronomia regional.

Para atingir os objetivos traçados, os agentes do território (privados e municípios) devem apostar na formação profissional, na conservação, recuperação e inovação de infraestruturas de interesse turístico, na promoção dos produtos âncora e na modernização dos centros interpretativos.

Isabel Castro referiu ainda que a estratégia de marketing não é um documento fechado que se se vai ajustando ao que o mercado for ditando.

O presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, referiu que esta região tem boas acessibilidades, paisagens bonitas, património e boa gastronomia, mas, salientou, falta projetar "tudo isto num contexto internacional" e "partilhar as visitas".

Por exemplo, destacou que é preciso retirar do rio os milhares de turistas que sobem ao Douro para que "conheçam os territórios, visitem, consumam".

No caso de Vila Real, o autarca disse que este concelho precisa de mais unidades hoteleiras e sublinhou que já existem projetos que se poderão concretizar nos próximos anos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório