Meteorologia

  • 25 JUNHO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 22º

Edição

Empresas portuguesas exportaram 18 milhões em calçado chinês

Empresas portuguesas exportaram calçado chinês para Espanha e Itália e estes valores foram contabilizados como pertencendo a sapatos nacionais.

Empresas portuguesas exportaram 18 milhões em calçado chinês

A análise dos dados sobre exportação de calçado revelou que algumas empresas portuguesas exportaram dez milhões de pares de sapatos que não foram produzidos em solo nacional, mas sim na China, tendo como destino Espanha e Itália.

Os dados de exportação de empresas portuguesas de calçado foram revistos pela Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), devido à descoberta de uma realidade diferente da que se esperava, indica o Dinheiro Vivo.

A exportação dos pares de sapatos produzidos na China, mas exportados por empresas nacionais, converteu-se em 18 milhões de euros, valor que deverá ser retirado do total das exportações de produtos portugueses, que se fixa nos 1.845 milhões de euros.

João Maia, diretor-geral da APICCAPS explica que uma série de operações “estranhas” levaram a uma pesquisa baseada no baixo custo dos pares de sapatos vendidos, com preços médios a rondarem 1,82 euros. Alguns chegaram a ser vendidos a 0,77 euros o par.

“Por esses preços, não é possível produzir em Portugal. Esse valor não dá nem pagar a palminha”, elucida o responsável. João Maia revela ainda que estas empresas estavam sediadas em cidades sem tradição no setor, eram recentes e pertenciam a estrangeiros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório