Meteorologia

  • 28 MAIO 2020
Tempo
30º
MIN 20º MÁX 33º

Edição

Truques para não ficar sem dinheiro antes do fim do mês

Fica sem dinheiro a meio do mês? Desenvolva as suas competências de gestão. Damos-lhe algumas dicas para o conseguir fazer.

Truques para não ficar sem dinheiro antes do fim do mês

Se às vezes tem dificuldade em gerir o orçamento, a Escola Profissional Profitecla vai realizar no dia 4 de junho um workshop gratuito de Literacia Financeira, em Coimbra. O objetivo é dar aos portugueses competências de gestão de ferramentas pessoais e familiares, como noticia o Dinheiro Vivo.

Para quem não pode ir ao workshop a Coimbra, a especialista Sandra Henriques, formadora da Galileu, apontou ao mesmo meio várias dicas para melhor gerir as suas finanças.

1. Faça um planeamento financeiro: Fique a saber com antecedência o dinheiro de que vai precisar em cada mês. Contemple estimativas das despesas e dos rendimentos previstos para o ano seguinte.

2. Controle as entradas e saídas de dinheiro: Só desta forma é que sabe quanto gasta realmente com cada tipo de despesa. Sabe quanto gasta em café, durante o ano? E quantos dias completos tem de trabalhar só para pagar o seu consumo de tabaco anual? Vai surpreender com os valores.

3. Registe todas as saídas de dinheiro: Agrupe as despesas por tipo (por exemplo: alimentação, habitação, viatura, saúde, vestuário, lazer, etc.) e registe-as num mapa de despesas. Tenha noção de quanto gasta e onde gasta o dinheiro e defina valores máximos a gastar em cada tipo de despesa. Pode fazê-lo num papel mas já há aplicações de telemóvel onde o pode fazer.

4. Pague em dinheiro: O simples facto de ter acesso a crédito fá-lo gastar, em média, 20% mais do que gastaria se não tivesse acesso a dinheiro fácil. Tome atenção às taxas de juro cobradas. Pague sempre a totalidade das dívidas dos cartões de crédito durante o período sem juros.

5. Não peça dinheiro emprestado: Se já se encontra endividado e continua a cometer o mesmo erro de pedir dinheiro emprestado, o resultado será uma enorme dívida da qual dificilmente se livrará.

6. Crie uma poupança: É de extrema importância ter uma poupança para situações de emergência - a taxa de poupança mínima recomendável corresponde a 10% das despesas mensais. Para poder fazer face a possíveis imprevistos, como ficar desempregado, esta almofada deve ter o correspondente a cerca de seis meses de despesas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório