Meteorologia

  • 08 ABRIL 2020
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Fisco recorre cada vez mais ao outsourcing

A subcontratação de empresas em matérias relacionadas com o Fisco é frequente nalguns países europeus e o Estado português parece estar cada vez mais empenhado em seguir o mesmo exemplo.

Fisco recorre cada vez mais ao outsourcing

Em 2014, a Autoridade Tributária e Aduaneira fez 29 contratos com três empresas: a Accenture, a Novabase e a Opensoft, revela o Diário Económico, citando números do portal Base.

Estes 29 contratos de subcontratação feitos no ano passado estão avaliados num total superior a 3,6 milhões de euros. Os contratos foram feitos por ajuste direto com a justificação de falta de recursos próprios na ‘máquina’ fiscal.

Esta modalidade de outsourcing foi particularmente usada por questões tecnológicas, nomeadamente pela necessidade de desenvolvimentos informáticos relacionados com o sistema de penhoras, além do desenvolvimento de outras funcionalidades no Portal das Finanças, como o e-fatura.

Recorde-se que, as três empresas em questão são as mesmas que surgem no relatório da Comissão Nacional de Proteção de Dados, que surgiu na sequência do caso da ‘Lista VIP’ e que realçava que haveria demasiados funcionários do Fisco a poderem aceder a dados de contribuintes, além de haver empresas externas a poder aceder também aos mesmos dados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório