Meteorologia

  • 28 MAIO 2020
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 34º

Edição

Relatório apresentado, protestos na rua. E agora?

Centenas de clientes lesados pela compra de papel comercial do BES manifestam-se pelo país. Relatório preliminar da comissão de inquérito foi hoje conhecido.

Relatório apresentado, protestos na rua. E agora?

No dia em que foi apresentado no Parlamento o relatório preliminar da comissão parlamentar de inquérito à gestão do Banco Espírito Santo (BES) e do Grupo Espírito Santo (GES), multiplicaram-se pelo país manifestações de clientes que se dizem lesados no seguimento do colapso do banco.

Uma das conclusões do documento aponta para a necessidade de um consenso entre os supervisores, o Novo Banco e o BES ('banco mau') para viabilizar soluções de reembolso aos lesados do papel comercial. Contudo, ainda não há uma decisão tomada a este respeito.

Sem acordo e perante a falta de entendimento entre a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e o Banco de Portugal (BdP), centenas de clientes têm-se juntado em várias cidades do país, exigindo ser ressarcidos.

No Porto, mais de meia centena de clientes concentrou-se na Avenida dos Aliados, em frente às instalações do Novo Banco. Os protestantes passaram ainda por balcões de bancos candidatos à compra da instituição bancária, como é o caso do Santander.

Gritos de descontentamento fizeram-se ouvir também no Rossio, Lisboa. O reembolso “é a única coisa justa”, entendem os clientes do antigo BES. Os manifestantes desceram em direção ao Terreiro do Paço e estão agora junto às instalações do Novo Banco, no final da rua Augusta.

A Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial (AIEPC) organizou ainda uma ação de protesto nas Caldas da Rainha, que levou a que a estrada fosse cortada junto à agência do Novo Banco, na Praça 25 de Abril.

Relatório preliminar: As conclusões

Numa exposição que durou uma hora, o deputado relator, Pedro Saraiva (PSD), indicou aquelas que são as conclusões de longos meses de audições.

O documento indica ser "provável" que Ricardo Salgado tenha "estado envolvido na ocultação de contas da Espírito Santo International (ESI) desde 2008" e que a colaboração e articulação entre os supervisores ficaram "aquém do desejável" em todo o processo.

Além disso, a investigação sugere que os antigos presidentes da Portugal Telecom (PT) Henrique Granadeiro e Zeinal Bava sabiam dos investimentos da operadora no GES.

Até ao dia 23, serão apresentadas as propostas de alteração dos partidos ao relatório preliminar. O texto final terá de estar pronto a 29 de abril.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório