Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Desemprego afeta não 13,9%, mas 22% dos portugueses

As contas são do Dinheiro Vivo que analisou os dados do Instituto Nacional de Estatística.

Desemprego afeta não 13,9%, mas 22% dos portugueses

Os números oficiais do desemprego apontam para uma taxa de desemprego de 13,9%. No entanto, explica o Dinheiro Vivo, existe uma ‘dimensão oculta’ onde se englobam os “desencorajados” e os “subempregados”.

Se para apurar a taxa de desemprego o INE tivesse em conta estes dois aspetos, o número não seria de 13,9%, mas sim de 22%, refere o Dinheiro Vivo.

Os “desencorajados” e “subempregados” rondam as 545,6 mil pessoas e enquadram-se naquilo a que o Fundo Monetário Internacional chama de “fraqueza” do mercado de trabalho.

Esta “fraqueza”, explica o Dinheiro Vivo, permite calcular a taxa de debilidade do mercado de trabalho num país.

Fazendo as contas e somando os 545,6 mil desempregados ‘ocultos’ aos 726 mil oficiais, a percentagem de desemprego situar-se-ia nos 22%.

É ainda preocupante o facto de destas 545,6 mil pessoas, 80,7 mil serem jovens licenciados. Em 2011 eram 54 mil.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório