Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Novo Banco vai contestar anulação da venda da Tranquidade

A venda da seguradora Tranquilidade à empresa Apollo foi anulada com uma providência cautelar decretada pelo juiz desembargador Eurico Reis e por isso, o Novo Banco vai contestar a suspensão da venda, avança o Dinheiro Vivo.

Novo Banco vai contestar anulação da venda da Tranquidade

O Novo Banco vai contestar a providência cautelar decretada pelo juiz desembargador Eurico Reis, que levou à anulação da venda da Tranquilidade aos norte-americanos Apollo.

Sabe-se que ambas as partes tinham concordado em prolongar o prazo de venda para 31 de dezembro. Mas a suspensão da venda da seguradora aconteceu no dia em que o Novo Banco ia assinar o contrato

O Dinheiro Vivo apurou que a providência cautelar foi através do fundo Centerbridge Partners, que apresentou uma ação civil.

A ação foi colocada porque os responsáveis do fundo consideraram-se lesados com a venda da seguradora. Um dos motivos apresentados é a validade do penhor a favor do Novo Banco.

A Apollo acordou comprar a Tranquilidade por 215 milhões de euros, mas 170 milhões serviriam para injectar na seguradora para repor os rácios de solvência, devido à desvalorização causada pela queda do BES.

A decisão sobre a venda da seguradora recai agora nas mãos do juiz.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório