Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2019
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Souto para produção de castanhas vai ocupar área de 70 hectares

Um souto para produção de castanhas e madeira vai ser plantado, em 2016, nos baldios da freguesia de Serpins, anunciou hoje o presidente da Câmara da Lousã na apresentação de duas iniciativas de promoção de produtos locais.

Souto para produção de castanhas vai ocupar área de 70 hectares
Notícias ao Minuto

20:42 - 20/10/14 por Lusa

Economia Lousã

Ao divulgar o festival gastronómico "Sabores de Outono" e a 25.ª Feira do Mel e da Castanha da Lousã, o autarca Luís Antunes disse que aquele projeto visa "valorizar a fileira do castanheiro", abrangendo uma área de 70 hectares de propriedade comunitária.

Presente numa conferência de imprensa, no Hotel Palácio da Lousã, no centro histórico desta vila do distrito de Coimbra, o responsável do empreendimento florestal, João Dinis, disse que a plantação se destina à produção de castanha, mas também madeira de castanho poderá ser explorada, em função da altitude e de outros fatores.

João Dinis estima que "o investimento rondará os 400 mil euros", com a plantação de 7.500 árvores, o que deverá concretizar-se no primeiro trimestre de 2016, ao abrigo da nova "estratégia nacional de florestação" e recorrendo a apoios da União Europeia.

O futuro souto, a plantar no âmbito de uma parceria entre a Junta de Freguesia de Serpins, a Câmara da Lousã e a empresa de João Dinis, contribuirá também para "consolidar a estratégia da autarquia de apostar nos produtos endógenos" da Serra da Lousã, sublinhou o socialista Luís Antunes, questionado pela agência Lusa.

O presidente da Câmara Municipal salientou que se trata de "um projeto-piloto de aposta na fileira do castanheiro" que importa assumir "como expressão da Serra da Lousã".

O festival gastronómico "Sabores de Outono" vai decorrer entre 24 de outubro e 02 de novembro, envolvendo 12 restaurantes do concelho.

Contando para já com 16 produtores de mel inscritos, incluindo a Cooperativa Lousãmel, responsável pela gestão da região do mel certificado da Serra da Lousã (mel com denominação de origem protegida, DOP), oito produtores de castanha, tasquinhas e diversas entidades, a 25.ª Feira do Mel e da Castanha da Lousã realiza-se nos dias 07, 08 e 09 de novembro.

"Existem sabores muito próprios nesta zona do país", afirmou o diretor do Palácio da Lousã, Pedro Marques.

A diretora executiva da Lousãmel, Ana Paula Sançana, realçou que o mel DOP Serra da Lousã, à base de urzes, "não é reproduzível em mais lado".

Organizadas pela Câmara Municipal, as duas realizações são apoiadas pela Cooperativa Lousãmel, Turismo Centro de Portugal, Baldios da Lousã e de Vilarinho, rede Aldeias do Xisto e Licor Beirão, entre outras empresas e instituições.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório