Meteorologia

  • 13 JULHO 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 25º

Gastos de turistas internacionais na Europa devem atingir recorde em 2024

Os turistas internacionais devem gastar 800 mil milhões de euros este ano na Europa, o que representará um novo recorde, revela hoje um relatório da European Travel Commission a que a agência Bloomberg teve acesso.

Gastos de turistas internacionais na Europa devem atingir recorde em 2024
Notícias ao Minuto

13:25 - 11/07/24 por Lusa

Economia Turismo

De acordo com um último relatório da European Travel Commission sobre as despesas e as tendências do turismo, publicado no segundo trimestre de 2024 e a que a agência financeira Bloomberg teve acesso, a procura na região "continua a aumentar", sendo que se prevê que os turistas internacionais gastem 800 mil milhões de euros durante este ano.

 

Esta valor representa um aumento de 37% face aos níveis pré-pandémicos em que os gastos se situaram em 583 mil milhões de euros.

A chegada de visitantes estrangeiros à Europa deverá registar um aumento de 6% em 2024, quando comparada com 2019, indica também o relatório, dando ainda nota de esse movimento originará um novo recorde.

A impulsionar o "boom" do turismo europeu deste ano estão os norte-americanos, sendo que até agora 72% dos gastos turísticos são realizados em destinos da Europa Ocidental.

Outros aumentos de receitas são provenientes de visitantes intrarregionais e de turistas da Ásia Oriental, vindos, nomeadamente da China, apesar da contribuição dos viajantes chineses para as despesas totais não estar ainda totalmente disponível, conclui a ETC.

"Por enquanto, podemos ver que os destinos do sul da Europa e do Mediterrâneo continuam a ser os favoritos dos viajantes na Europa", disse Eduardo Santander, diretor executivo da European Travel Commission, num comunicado enviado correio eletrónico à Bloomberg.

"Isto deve-se ao facto de os turistas continuarem a dar prioridade ao clima quente e à boa relação qualidade-preço", acrescentou.

Estes dois fatores "podem ainda" ser encontrados nas zonas do sul da Europa, salientou.

O relatório assinala que os norte-americanos estão a afluir em massa ao Mediterrâneo, mas dá nota de que um número crescente de viajantes está também a escolher os destinos "menos visitados e mais frescos".

Leia Também: Setor do turismo recupera nível global pré-pandemia até final de 2024

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório