Meteorologia

  • 13 JULHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 25º

PSI em baixa com Galp a cair mais de 4%

A bolsa de Lisboa negociava hoje em baixa, com as ações da Galp a liderarem as perdas, a descerem 4,07% para 18,88 euros.

PSI em baixa com Galp a cair mais de 4%
Notícias ao Minuto

10:54 - 11/07/24 por Lusa

Economia Mercado

Cerca das 10h15 em Lisboa, o PSI tinha invertido a tendência da abertura e recuava 0,37% para 6.717,13 pontos, com oito 'papéis' a subirem, sete a descerem e um a manter a cotação (Ibersol em 6,98 euros).

 

Às ações da Galp seguiam-se as da NOS, REN e Navigator, que desciam 0,43% para 3,48 euros, 0,22% para 2,32 euros e 0,21% para 3,84 euros.

As ações da Altri, Greenvolt e BCP recuavam 0,19% para 5,35 euros, 0,18% para 8,41 euros e 0,05% para 0,38 euros.

Em sentido contrário, as ações dos CTT lideravam os ganhos e subiam 2,45% para 4,39 euros, seguidas das da Mota-Engil, que registavam ganhos de 0,91% para 3,56 euros.

Os 'papéis' da EDP Renováveis e da EDP subiam 0,66% para 13,82 euros e 0,62% para 3,58 euros.

Também a subir, as ações da Corticeira Amorim e Jerónimo Martins registavam ganhos de 0,51% para 9,76 euros e 0,47% para 19,39 euros.

As outras duas ações que subiam de cotação eram as da Semapa e da Sonae, que se valorizavam 0,14% para 14,72 euros e 0,11% para 0,93 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, à espera da taxa de inflação nos Estados Unidos em junho.

Os investidores esperam os dados da inflação nos EUA, depois de se ter sabido que na Alemanha, a inflação homóloga foi de 2,2% em junho, menos duas décimas de ponto percentual do que em maio (2,4%) e que no Reino Unido, o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,4% em maio, depois de não ter aumentado no mês anterior.

Os futuros da bolsa em Wall Street apontam para uma abertura em baixa, com os investidores à espera dos dados do IPC nos EUA.

Na sequência do fecho positivo da bolsa em Wall Street na quarta-feira, o principal índice da Bolsa de Tóquio, o Nikkei, subiu hoje 0,94% e ultrapassou pela primeira vez a barreira dos 42.000 pontos, enquanto a Bolsa de Xangai ganhou 1,06%, a Bolsa de Shenzhen, 1,99%, e a Bolsa de Seul avançou 0,81%.

Entretanto, os investidores continuam à espera de desenvolvimentos das eleições francesas, onde a esquerda registou uma importante reviravolta eleitoral ao vencer as eleições legislativas, relegando a extrema-direita de Marine Le Pen para o terceiro lugar.

O mapa político deixado pela segunda volta em França prevê uma Assembleia Nacional extremamente dividida e sem maiorias claras, o que significa que a governabilidade do país está a entrar numa fase muito incerta.

Os juros da obrigação a 10 anos da Alemanha, considerada a mais segura da Europa, subiam para 2,539%, contra 2,531% na quarta-feira, enquanto os de França se mantinham em 3,183%.

O barril de petróleo Brent para entrega em setembro abriu hoje em alta, a cotar-se a 85,48 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 85,08 dólares na quarta-feira.

O barril de West Texas Intermediate (WTI) também subiu 0,34%, para 82,38 dólares, antes da abertura oficial do mercado.

A nível cambial, o euro abriu a subir no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0840 dólares, contra 1,0827 dólares na sessão anterior.

Leia Também: PSI em alta com BCP a liderar os ganhos ao subir mais de 1,5%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório