Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 26º

Pedido Único de 2024 soma 174.877 candidaturas submetidas

O Pedido Único (PU) de 2024 soma 174.877 candidaturas, com uma média de 4.000 por dia na última semana, segundo os últimos dados do Ministério da Agricultura.

Pedido Único de 2024 soma 174.877 candidaturas submetidas
Notícias ao Minuto

22:35 - 20/06/24 por Lusa

Economia Ministério da Agricultura

O PU é um pedido de pagamento direto das ajudas que fazem parte dos regimes sujeitos ao SIGC - Sistema Integrado de Gestão e Controlo.

Este pedido abrange os pagamentos diretos, os apoios associados, ecorregimes, desenvolvimento rural, pagamentos da rede natura, a manutenção da atividade agrícola em zonas desfavorecidas e as medidas florestais.

De acordo com os dados divulgados no 'site' do Ministério da Agricultura, reportados a 19 de junho, o PU conta com 174.877 candidaturas submetidas e 183.987 criadas.

Por distrito, destacam-se, por exemplo, Bragança (27.759 candidaturas submetidas), Vila Real (20.596) ou Guarda (13.815).

No sentido oposto encontram-se, entre outros, Leiria (3.746) e Faro (4.776).

O ministro da Agricultura e Pescas, José Manuel Fernandes, adiantou hoje, no parlamento, que na última semana, foram recebidas cerca de 4.000 candidaturas por dia ao PU.

Em resposta aos deputados, o ministro reconheceu que o sistema para a submissão de candidaturas ao Pedido Único (PU) é "lento e complexo", em resultado do "mau desenho" do Plano Estratégico da Política Agrícola Comum (PEPAC).

O Governo decidiu, em 07 de junho, alargar o prazo de candidaturas às ajudas do PU até 21 de junho, após as dificuldades registadas pelos agricultores neste procedimento.

O prazo para a submissão de candidaturas terminava em 14 de junho, depois de já ter sido prolongado.

Leia Também: Pedido Único com 4.000 candidaturas mas sistema "é lento", diz ministro

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório