Meteorologia

  • 17 JULHO 2024
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 28º

Lula da Silva volta a defender exploração de petróleo na foz do Amazonas

O Presidente brasileiro, Lula da Silva, voltou hoje a defender exploração de petróleo perto da foz rio Amazonas e afirmou que não vai "jogar fora nenhuma oportunidade de fazer esse país crescer".

Lula da Silva volta a defender exploração de petróleo na foz do Amazonas
Notícias ao Minuto

19:47 - 12/06/24 por Lusa

Economia Lula da Silva

"Queremos fazer tudo legal, respeitando o meio ambiente, respeitando tudo. Mas nós não vamos jogar fora nenhuma oportunidade de fazer esse país crescer", disse o chefe de Estado brasileiro, Fórum de Investimentos Prioridade 2024, no Rio de Janeiro, citado pela imprensa local, referindo-se à exploração de petróleo na chamada Margem Equatorial.

"A Guiana está explorando, Suriname está explorando, Trinidad e Tobago explora, você vai deixar o seu sem explorar?", questionou Lula da Silva.

O Presidente brasileiro voltou a garantir que essa exploração só acontecerá com garantia ambiental.

"Precisamos é garantir que a questão ambiental será levada 100% a sério", disse.

A Petrobras reapresentou o pedido para explorar a área na foz do Amazonas e tem depositado grandes esperanças nestas jazidas, pelo que destinou metade do orçamento para exploração de petróleo até 2027, 11 mil milhões de reais (cerca de 2 mil milhões de euros) para perfurações naquela região.

Em maio do ano passado, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) negou o pedido da Petrobras para perfuração marítima numa bacia da Foz do Amazonas.

A estatal brasileira fez, entretanto, outro pedido mas ainda aguarda resposta das autoridades ambientais.

Leia Também: Lula anuncia medidas ambientais e apela a responsabilidade com o planeta

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório