Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Sindicatos e OGMA chegam a acordo para aumentos de 50 euros

A OGMA e três sindicatos chegaram a acordo para um aumento de 50 euros na tabela salarial, com efeitos retroativos a 01 de abril, segundo um comunicado hoje divulgado.

Sindicatos e OGMA chegam a acordo para aumentos de 50 euros
Notícias ao Minuto

18:27 - 29/05/24 por Lusa

Economia Aviação

Na nota, divulgada pelos sindicatos dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava), dos Técnicos de Manutenção de Aeronave (Sitema) e dos Trabalhadores Civis das Forças Armadas, Estabelecimentos Fabris e Empresas de Defesa (STEFFAs) lê-se que, "apesar do anúncio" da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal de "aplicar um ato de gestão, atribuindo 41 euros na tabela e a criação de um subsídio de alimentação, bem como, do anúncio de que isso já estaria acordado com outras organizações", as três entidades conseguiram "uma evolução".

A proposta passa assim por um aumento de 50 euros na tabela salarial com efeitos retroativos a 01 de abril e a "criação de um subsídio de alimentação no valor de três euros/dia, também com retroativos a 01 de abril".

Esta proposta foi hoje levada a plenário, indicaram, "tendo os trabalhadores aprovado a mesma por larga maioria".

"Nesse sentido, comunicaremos de imediato à empresa que temos condições para a subscrição de um acordo nestes termos, avançando posteriormente para as restantes matérias relativamente ao clausulado", realçaram as estruturas sindicais.

"Não obstante todas as dificuldades criadas ao longo deste processo, desde logo por quem se predispôs a assinar o que quer que fosse proposto pela empresa, foi possível a estes sindicatos melhorar as propostas anteriores, o que se deve muito à enorme mobilização dos trabalhadores", remataram.

Leia Também: SPAC alerta Ministério da Saúde e DE-SNS para intervirem no INEM

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório