Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 26º

CIP/ISEG mantêm previsão de crescimento do PIB em 2024

O Barómetro CIP/ISEG reconheceu hoje que o crescimento de 1,4% do PIB até março ficou ligeiramente abaixo do previsto, mas manteve a expectativa de que a economia cresça entre 1,5% e 2,1% do PIB em 2024.

CIP/ISEG mantêm previsão de crescimento do PIB em 2024
Notícias ao Minuto

12:00 - 28/05/24 por Lusa

Economia PIB

O valor avançado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) para o crescimento homólogo do produto interno bruto (PIB) no primeiro trimestre (1,4%) ficou um pouco abaixo das expectativas, tendo em conta a evolução dos indicadores analisados, reconheceu o barómetro da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) e do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), hoje divulgado.

"Ainda assim, para a totalidade de 2024 continua a manter-se a expectativa de que o crescimento da economia portuguesa irá situar-se no intervalo de 1,5% a 2,1% do PIB, sobretudo com origem na procura interna, com especial relevo para a contribuição do consumo privado", apontou, realçando que já a evolução do investimento é mais incerta.

A evolução de 1,5% a 2,1% do PIB prevista para este ano pressupõe que o crescimento registado no final de 2023, numa altura em que estava em cima da mesa o risco de recessão económica, "deu fôlego aos primeiros meses do ano, mas este impulso não parece, pelo menos para já, sustentável", sublinhou a CIP/ISEG.

Para o segundo trimestre deste ano, os dados são ainda escassos, mas, segundo o barómetro, "não comprometem a tendência positiva que se começou a verificar no último trimestre do ano passado e que influenciaram positivamente o arranque do ano".

De acordo com a análise, os sinais mais favoráveis surgem do indicador de confiança dos consumidores e também dos aumentos registados em abril na produção automóvel e energia elétrica.

Para o diretor-geral da CIP, Rafael Alves Rocha, redução do IRS, do IRC, a decisão sobre a localização do aeroporto e as negociações para pôr fim à elevada conflitualidade na administração pública "vão no sentido correto", mas "é fundamental melhorar o contexto em que as empresas trabalham de modo a aumentar o investimento privado, refém do clima de incerteza".

Leia Também: Barómetro CIP/ISEG estima crescimento de 1,7% a 2,1% do PIB

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório