Meteorologia

  • 24 JUNHO 2024
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 29º

Transição geracional "não é só para jovens" mas para economia portuguesa

O presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) afirma, em entrevista à Lusa, que a transição geracional "não é só para os jovens", mas também para a própria economia portuguesa, a qual precisa de "uma transformação".

Transição geracional "não é só para jovens" mas para economia portuguesa
Notícias ao Minuto

10:43 - 25/05/24 por Lusa

Economia ANJE

Alexandre Meireles, que termina o mandato à frente da ANJE em julho, defende que "o mais importante é reter o talento" dos jovens e "conseguir que eles não saiam" do país e defende a transição geracional nas empresas portuguesas.

A transição geracional "não é só para os jovens, mas para a própria economia" portuguesa, a qual precisa de "uma transformação", sublinha o presidente da ANJE.

A associação já se reuniu com o ministro da Economia, Pedro Reis, e o secretário de Estado da Economia, João Rui Ferreira, um encontro que "correu bem" e em que o Governo "demonstrou a porta aberta", salienta Alexandre Meireles.

"Fizemos chegar o pacote de medidas (...) e pareceu-nos um Governo aberto a ouvir as propostas dos jovens", diz o presidente da ANJE, recordando que durante a campanha eleitoral o tema dos jovens foi abordado praticamente por todos os partidos.

E isso "foi ótimo, um ponto importantíssimo para a evolução do país", refere, apontando ainda como positiva a criação do Ministério da Juventude.

Entre as medidas defendidas pela ANJE está "a redução da tributação de IRS nos órgãos sociais para jovens com menos de 40 anos" e que "se possa majorar em sede de IRC os custos que as empresas têm quando estes jovens estão nas administrações, nos quadros gerentes", elenca Alexandre Meireles.

As propostas incluem ainda que o Banco de Fomento "possa criar linhas de reembolso para a reestruturação geracional nas empresas", já que "precisamos que as empresas estejam mais modernas", que "recorram a fontes diferentes de financiamento no crédito do bancário e que comece a haver uma concentração maior de empresas", ou seja, um processo de consolidação, diz.

"As nossas empresas são todas muito pequeninas, era importante que houvesse um movimento de fusões e aquisições", aponta.

Para isso, "os jovens estão preparados e mais à vontade, é mais recorrente os jovens recorrerem a capital que não seja dívida bancária, como fundos de investimento, e quando olharmos para as 'startups', os jovens continuam cá porque lideram essas 'startups'", argumenta o presidente da ANJE.

Este conjunto de medidas foi apresentado ao Governo para que este ponha o assunto "na agenda do dia para que se possa fazer a transição geracional e que as empresas possam ser mais competitivas".

A associação tem "sentido que os jovens que ficam em Portugal, além de terem bons salários e boas condições de vida, muitas vezes estão em condições de liderança e de tomada de decisões nas empresas".

Por isso, "achamos que é muito importante que se faça a transição geracional dos empresários em Portugal", salienta Alexandre Meireles, reconhecendo que existe toda uma "geração que fez muito por Portugal", mas que agora "é importante dar uma oportunidade a esta geração de jovens que está mais preparada a nível de formação académica" e tecnologia, entre outros.

O presidente da ANJE defende que é "preciso acelerar o processo" da transformação da economia portuguesa, conjugando a "experiência dos empresários com a irreverência, a maior capacidade e maior preparação que os jovens têm para liderar com a nova economia de hoje em dia".

E para esta aceleração, diz, é necessário que os líderes "também tragam este tema para agenda do dia e que façam perceber que é importante", pelo que é preciso comunicar bem e passar a mensagem, e haver "um conjunto de medidas que permitam acelerar para que as empresas portuguesas tomem mais depressa esse caminho", reforça.

Leia Também: Mastercard prevê forte impacto económico com a passagem de Taylor Swift

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório