Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 21º

Governo aprovará redução do IRS Jovem no próximo Conselho de Ministros

O pacote deverá estabelecer um imposto máximo de 15% para contribuintes até aos 35 anos, exceto aqueles que se enquadram no último escalão.

Governo aprovará redução do IRS Jovem no próximo Conselho de Ministros
Notícias ao Minuto

09:39 - 22/05/24 por Notícias ao Minuto

Economia IRS Jovem

O Governo deverá aprovar a redução do IRS Jovem, que prevê uma diminuição de dois terços das taxas aplicadas atualmente, no Conselho de Ministros de quinta-feira.

A informação foi avançada pelo jornal ECO, que indicou que o pacote deverá estabelecer um imposto máximo de 15% para contribuintes até aos 35 anos, exceto aqueles que se enquadram no último escalão.

A medida deverá entrar em vigor apenas em 2025, inserindo-se num pacote dedicado à juventude que contemplará ainda a isenção do IMT e Imposto de Selo na compra da primeira residência por jovens até aos 35 anos, nos imóveis de até 316 mil euros, e a garantia pública para ajudar ao financiamento de até 10% da aquisição.

Recorde-se que, na semana passada, o ministro das Finanças, Miranda Sarmento, defendeu que a redução de IRS prometida pelo Governo é "mais ambiciosa" do que a medida que vigora desde o início de 2024, mas clarificou que rondará os 200 milhões de euros.

Em entrevista à RTP, Miranda Sarmento clarificou assim que os 1.500 milhões de euros de alívio no IRS referidos pelo primeiro-ministro esta quinta-feira, no início do debate do programa do Governo, não vão somar-se aos cerca de 1.300 milhões de euros de redução do IRS inscritos no Orçamento do Estado para 2024 (OE2024) e já em vigor.

Já p modelo de IRS Jovem terá em comum com o que atualmente vigora a isenção total de imposto no primeiro ano de trabalho.

"A nossa proposta é para os jovens até aos 35 anos, com exceção do último escalão de rendimentos", disse, precisando que abrange todos os jovens até aos 35 anos, independentemente das habilitações literárias.

Esses jovens, disse, "pagarão um terço de IRS daquilo que pagam hoje", acrescentando que o regime se aplica quer comecem a trabalhar aos 18 ou 20 anos de idade.

O Notícias ao Minuto contactou tanto a Presidência do Conselho de Ministros, como o Ministério da Economia, que remeteram mais informações para o "briefing após a reunião".

[Notícia atualizada às 10h23]

Leia Também: BE desafia Governo a aprovar dedução de juros do crédito habitação no IRS

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório