Meteorologia

  • 18 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 21º

TAP. Tripulantes satisfeitos com posição do CEO sobre privatização

O presidente do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), Ricardo Penarróias, manifestou-se hoje satisfeito com a posição do presidente da TAP sobre a manutenção de uma participação Estado após privatização.

TAP. Tripulantes satisfeitos com posição do CEO sobre privatização
Notícias ao Minuto

16:30 - 21/05/24 por Lusa

Economia TAP

"Ficamos satisfeitos quando o CEO [presidente executivo] da TAP tem sobre esta matéria a mesma opinião que o sindicato", afirmou o dirigente sindical, em nota enviada à Lusa, lembrando que o SNPVAC sempre defendeu "que o Estado, numa futura privatização, deve manter uma percentagem pública para que possa ter uma influência nos desígnios estratégicos da companhia".

Em entrevista ao Financial Times, publicada hoje, o presidente da TAP, Luís Rodrigues, defendeu que o Estado deve manter uma participação na companhia aérea após a privatização e que se deve atrair investidores fora do setor da aviação, para contornar eventuais preocupações concorrenciais da Comissão Europeia com a consolidação de companhias aéreas.

"A minha recomendação seria que o Governo português mantivesse uma posição, fizesse parte de todo o processo de desenvolvimento", disse o líder da TAP.

Luís Rodrigues justificou que, daquela forma, garante-se que "se os atores mudarem, ninguém entrará com uma agenda diferente", apontando como exemplo a necessidade de servir as regiões autónomas da Madeira e dos Açores.

"Acho que em algum momento poderemos estar prontos para uma venda de 100%, mas vamos passo a passo", realçou.

Já o ministro das Infraestruturas e Habitação, Miguel Pinto Luz, à saída de uma reunião ministerial, em Bruxelas, defendeu que o presidente da TAP devia focar-se na gestão, em vez de se "imiscuir em problemas que são do acionista".

"Eu concordo que o presidente da TAP se deve focar na gestão da TAP e não se imiscuir em problemas que são do acionista. O presidente da TAP deve-se focar na gestão da TAP e a TAP bem precisa de boa gestão e, nesta altura, é isso, cada um deve desempenhar o seu papel", disse o governante.

O anterior Governo socialista deu início ao processo de reprivatização da TAP no ano passado e esperava ter a operação concluída ainda no primeiro semestre deste ano, mas a operação ficou em suspenso devido à dissolução do parlamento e convocação de eleições legislativas antecipadas, em março, que deram a vitória à Aliança Democrática (PSD, CDS-PP E PPM).

Na sexta-feira, o ministro das Infraestruturas disse, no parlamento, que o processo de privatização da TAP aberto pelo anterior executivo não foi fechado pelo atual, adiantando que o calendário não está definido e que esta é uma fase de recato.

"O calendário [da privatização da TAP] não está definido, mas deixe-me dizer-lhe senhora deputada: o processo está aberto, foi aberto pelo anterior governo e este Governo não o fechou", afirmou Miguel Pinto Luz, em resposta à deputada da Iniciativa Liberal Mariana Leitão.

Leia Também: TAP: Presidente defende "uma posição" do Estado após privatização

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório