Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 20º

Tiago Moreira da Silva é o novo presidente da AIVE

Tiago Moreira da Silva substitui Sandra Santos na presidência da Associação dos Industriais de Vidro de Embalagem (AIVE) e tem como objetivo tornar o vidro uma solução de embalagem cada vez mais sustentável, foi hoje anunciado.

Tiago Moreira da Silva é o novo presidente da AIVE
Notícias ao Minuto

11:35 - 16/05/24 por Lusa

Economia AIVE

"Este é um momento chave para um setor que pretende ser carbonicamente neutro até 2050 [...] precisamos de ser uma voz ativa na hora de criar soluções e um agente na mudança de paradigma para uma sociedade mais sustentável", diz o novo presidente da AIVE, Tiago Moreira da Silva, em comunicado.

Segundo a associação, a indústria do vidro de embalagem tem feito um "enorme investimento" na descarbonização, eficiência energética e modernização das suas fábricas, além de ser objetivo do setor "continuar a reduzir a utilização de matérias-primas virgens" e aumentar a incorporação de vidro reciclado na produção das novas embalagens.

Foi definido na Plataforma Vidro+ o objetivo de recolher 90% das embalagens de vidro usadas em Portugal, até 2030.

O novo presidente da AIVE afirma que um dos primeiros passos será o desenvolvimento do RODIV2050, um Roteiro para a Descarbonização das Indústrias do Vidro de Embalagem e Cristalaria, em consórcio com a APICER, para o subsetor da Cristalaria, um projeto que é financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

A AIVE representa três empresas com "peso importante na economia portuguesa", nomeadamente a BA Glass, a Vidrala e a Verallia Portugal, cujo volume de negócios combinado ascende aos 700 milhões de euros.

Estas empresas empregam cerca de 3.500 trabalhadores e têm instaladas seis unidades fabris em Portugal.

Leia Também: Peso dos juros na prestação média do crédito à habitação sobe para 61%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório