Meteorologia

  • 18 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 20º

"Maior reestruturação de sempre do céu de Lisboa" avança esta madrugada

Com esta alteração, os aviões em espera pela sua vez de aterrar serão alinhados em dois arcos e encaminhados para uma sequência de aterragem a partir desses arcos, a uma velocidade constante. Veja como vai funcionar.

"Maior reestruturação de sempre do céu de Lisboa" avança esta madrugada
Notícias ao Minuto

14:25 - 15/05/24 por Beatriz Vasconcelos com Lusa

Economia Aviação

O novo sistema da NAV de reorganização do tráfego aéreo em Lisboa, Point Merge System (PMS), que pode reduzir atrasos, entra em vigor esta madrugada, a 16 de maio, após negociações com a Força Aérea e um investimento de dois milhões de euros.

"A NAV Portugal lança na próxima madrugada oPoint Merge System (PMS), um novo modelo de sequenciação de chegadas à Área Terminal de Lisboa, e que vai trazer uma maior flexibilidade e previsibilidade na gestão do tráfego em toda a região. Além do novo sistema de sequenciação, as alterações que são implementadas esta madrugada passam ainda pelo redesenho completo das rotas de entrada e saída das aeronaves do espaço aéreo de Lisboa. Esta é assim a maior reestruturação de sempre do céu de Lisboa", revela a NAV Portugal, num comunicado enviado às redações. 

Com este lançamento, "resultado de uma parceria com o Eurocontrol, a NAV vai substituir os tradicionais modelos de sequenciação de chegadas, onde as trajetórias vão aumentando de acordo com a necessidade de atraso, por uma sequenciação linear, assente em dois arcos cujos pontos são equidistantes do aeroporto, independentemente do local do arco em que cada avião se encontre". 

"O Point Merge System vai permitir que os fluxos de tráfego com origem ou destino ao aeroporto de Lisboa sejam geridos de forma mais otimizada, mais previsível e mais precisa, o que irá induzir maior segurança às operações. Este é mais um contributo positivo da NAV Portugal para a melhoria do sistema aeroportuário de Lisboa", explica Pedro Ângelo, Presidente do Conselho de Administração da NAV Portugal, citado na mesma nota. 

Na prática, o PMS é um sistema de sequenciação para aproximação a aeroportos, em que, em caso de acumulação de tráfego, os aviões em espera pela sua vez de aterrar são alinhados em dois arcos e encaminhados para uma sequência de aterragem a partir desses arcos, a uma velocidade constante.

Notícias ao Minuto Reorganização entra em vigor na madrugada de 16 de maio© NAV Portugal

Ora, no modelo utilizado até agora, os aviões têm de fazer esperas circulares em torno do mesmo ponto e, quando têm autorização para aterrar, passa-se a um procedimento de descida por patamares, exigente do ponto de vista de comunicação entre o controlo de tráfego aéreo e os pilotos.

Substituindo as esperas circulares por esperas lineares a maior altitude, permite-se uma gestão mais eficiente, organizada e segura do tráfego aéreo, contribuindo para maiores poupanças de combustível, uma redução de emissões poluentes e do impacto do ruído nas populações.

Adicionalmente, com a cedência de espaço aéreo militar de Sintra, que inclusivamente incluiu a transferência da escola de pilotagem para Beja, passa a ser possível descolar para Oeste (Açores, ou EUA), até agora impossível, permitindo às companhias aéreas poupar tempo de viagem e combustível.

Leia Também: NAV implementa novo sistema em Lisboa que pode reduzir atrasos nos voos

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório