Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 23º

Previsto excedente em Portugal de 0,4% e dívida pública em 95,6% do PIB

A Comissão Europeia está mais otimista e prevê um excedente orçamental de 0,4% este ano, uma décima acima do Governo português, e um rácio da dívida pública de 95,6%, foi hoje divulgado.

Previsto excedente em Portugal de 0,4% e dívida pública em 95,6% do PIB
Notícias ao Minuto

10:17 - 15/05/24 por Lusa

Economia Comissão Europeia

Nas previsões económicas de primavera, hoje publicadas, Bruxelas prevê um excedente orçamental em Portugal de 0,4% este ano e de 0,5% em 2025, quando anteriormente apontava para um excedente de 0,1% este ano e para 0% em 2025.

Segundo o executivo comunitário, esta evolução resultaria do abrandamento económico previsto e da moderação da inflação, bem como de medidas de política orçamental, nomeadamente a atualização dos escalões do IRS incluída no Orçamento do Estado de 2024 e os aumentos discricionários dos salários da função pública e das pensões.

Paralelamente, as despesas com juros deverão aumentar ligeiramente num contexto de condições de financiamento mais restritivas, enquanto o custo orçamental líquido das medidas de apoio à energia deverá reduzir-se para 0,6% e 0,5% do PIB em 2024 e 2025, respetivamente.

"Os riscos para as perspetivas orçamentais são descendentes e estão relacionados, entre outros, com os processos em curso de reequilíbrio financeiro das parcerias público-privadas", prevê.

No entanto, o ponto de partida das previsões divulgadas hoje também é melhor do que anteriormente, já que nessa altura o executivo comunitário esperava um excedente de 0,8% em 2023 e este fixou-se em 1,2%.

A Comissão Europeia destaca que no ano passado as receitas públicas beneficiaram do "excelente desempenho das receitas fiscais e das contribuições sociais, sustentadas por uma atividade económica dinâmica, uma inflação elevada e um mercado de trabalho robusto", enquanto o crescimento das despesas públicas foi "comparativamente fraco, graças à eliminação completa das medidas de emergência temporárias relacionadas com a covid-19 e ao reduzido impacto orçamental líquido das medidas para mitigar o impacto dos elevados preços da energia".

O otimismo de Bruxelas estende-se também ao rácio da dívida pública, esperando que depois de reduzir-se em aproximadamente 13 pontos percentuais (p.p.) em 2023 para 99,1%, o peso da dívida face ao Produto Interno Bruto (PIB) continue a diminuir de forma constante, mas a um ritmo mais lento.

Bruxelas prevê, assim, que os excedentes projetados do saldo primário e o diferencial favorável entre taxas de juro e crescimento reduzam o rácio para 95,6% do PIB em 2024 e 91,5% em 2025 (anteriormente previa um rácio de 100,3% em 2024 e de 97,2% em 2025).

No Programa de Estabilidade, o Governo português prevê, num cenário de políticas invariantes, um excedente orçamental de 0,3% este ano e no próximo e um rácio da dívida pública de 95,7 em 2024 e de 91,4% em 2025.

[Notícia atualizada às 10h53]

Leia Também: Bruxelas melhora crescimento de Portugal para 1,7% este ano

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório