Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 27º

Lucros da Novartis sobem 17,2% para 2.523 ME no 1º trimestre

A farmacêutica suíça Novartis registou um lucro líquido de 2.688 milhões de dólares (2.523 milhões de euros) no primeiro trimestre de 2024, mais 17,2% que no mesmo período do ano passado, avançou hoje a empresa.

Lucros da Novartis sobem 17,2% para 2.523 ME no 1º trimestre
Notícias ao Minuto

11:22 - 23/04/24 por Lusa

Economia naom_5aa4d8e73455d.jpg

Sem contar com o efeito da cisão da filial de genéricos Sandoz, concluída no ano passado pela Novartis, o lucro líquido da empresa entre janeiro e março de 2024 aumentou 25% em relação ao ano anterior.

As receitas das operações contínuas da Novartis no primeiro trimestre foram de 11.829 milhões de dólares (11.102 milhões de euros), um aumento de 9,5%.

"A Novartis continuou [...] com o crescimento das vendas e a expansão da margem principal no primeiro trimestre", afirmou o presidente executivo da Novartis, Vas Narasimhan.

Relativamente ao ano completo de 2024, o fabricante de medicamentos reviu em alta as suas expectativas para o desenvolvimento das vendas líquidas e espera agora um crescimento entre um dígito e dois dígitos, quando anteriormente previa um aumento de meio dígito.

Quanto às receitas operacionais para o ano inteiro, a Novartis espera um avanço de dois dígitos para cerca de 16%, quando anteriormente esperava um crescimento de um dígito.

Por outro lado, o conselho de administração da Novartis propôs a nomeação de Giovanni Caforio, da Bristol Myers Squibb, como presidente do conselho de administração, em substituição de Joerg Reinhardt, cujo mandato termina no próximo ano e que será submetido à votação dos acionistas na assembleia-geral de 2025.

Leia Também: Tribunal de Contas valida criação da empresa TMP

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório