Meteorologia

  • 19 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 21º

Banco Mundial aumenta capacidade de financiamento em 70 mil milhões

O Banco Mundial vai conseguir aumentar a capacidade de financiamento do desenvolvimento dos países mais pobres em 70 mil milhões de dólares, depois de um grupo de países desenvolvidos prometer aumentar a sua contribuição para esta entidade.

Banco Mundial aumenta capacidade de financiamento em 70 mil milhões
Notícias ao Minuto

23:57 - 20/04/24 por Lusa

Economia Banco Mundial

"A generosidade destes países é, ao mesmo tempo, uma confirmação dos progressos que já fizemos na reforma do Banco e um sinal do seu empenho comum no desenvolvimento global", disse o presidente do Banco Mundial, Ajay Banga, num comunicado de imprensa hoje enviado à Lusa.

Os novos instrumentos financeiros que foram criados para aumentar a capacidade de empréstimos do Banco Mundial, abarcando mais risco nos seus investimentos que pretendem contrariar os desafios globais, "receberam um apoio significativo" de 11 países, diz esta entidade, referindo-se aos instrumentos Plataforma de Garantia do Portefólio, ao mecanismo de capital híbrido e ao novo Fundo para um Planeta Habitável, no total de 11 mil milhões de dólares, cerca de 10,3 mil milhões de euros.

"A peculiar capacidade de alavancagem do Grupo Banco Mundial permite que os recursos atribuídos ao capital híbrido e à Plataforma possam ser multiplicados seis a oito vezes ao longo de 10 anos e, em certas condições, a alavancagem pode chegar a dez vezes", lê-se no comunicado.

Estão envolvidos no financiamento destes mecanismos uma dúzia de países, incluindo a Itália, a França, os Estados Unidos e o Reino Unido, bem como o Japão, que se comprometeu a efetuar o primeiro pagamento.

Para além das reformas já aprovadas, entre as quais está o aumento do limite da garantia bilateral para 10 mil milhões de dólares (9,3 mil milhões de euros) e o ajustamento do rácio de empréstimos sobre o capital para garantir 40 mil milhões de dólares (37,5 mil milhões de euros) ao longo de dez anos, o Banco Mundial "deu passos adicionais para desenvolver empréstimos [com maturidades] de 50 anos sem custos adicionais para os mutuários, que podem ser utilizados para projetos que beneficiam vários países".

Estes compromissos foram possíveis, em parte, graças à plataforma de garantia da carteira, criada no início do mês pelo Banco Mundial, que tem por objetivo integrar sob uma única égide todos os processos de garantia de financiamento existentes no Grupo Banco Mundial, incluindo a Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA), a Corporação Financeira Internacional (IFC) e a Agência Multilateral de Garantia dos Investimentos (MIGA).

Este é o terceiro grande anúncio do Banco Mundial durante as reuniões desta semana, após o anúncio feito na quinta-feira sobre a eletrificação para 250 milhões de pessoas em África até ao final da década, e do objetivo de estender o apoio de saúde a 1,5 mil milhões de pessoas.

Leia Também: Banco moçambicano passa a ser auditado pelo Tribunal Administrativo

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório