Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 13º MÁX 25º

PIB do setor industrial do Brasil deve crescer 2,1% em 2024

O Produto Interno Bruto do setor industrial do Brasil deve crescer 2,1% este ano, segundo projeções divulgadas hoje pala Confederação Nacional das Indústrias (CNI), organização que reúne as maiores empresas do país neste setor.

PIB do setor industrial do Brasil deve crescer 2,1% em 2024
Notícias ao Minuto

19:19 - 16/04/24 por Lusa

Economia Brasil

A CNI frisou, num comunicado, que a expectativa é que o crescimento do setor industrial seja mais equilibrado entre segmentos, com aumento de 2% da indústria da construção e 1,7% da transformação, distinto do que aconteceu em 2023, quando ambos caíram.

A perspetiva para a indústria extrativa é que mantenha um crescimento elevado ( de 3,1%), mas não será a protagonista como no ano passado.

"As quedas da inflação e dos juros, o aquecimento do mercado de trabalho e a possibilidade de mais acesso ao crédito são os principais fatores que vêm dando mais estímulos à economia desde final de 2023", destacou o presidente da CNI, Ricardo Alban.

Sobre o crescimento da economia brasileira como um todo, incluindo setor de serviços e agronegócio, a CNI informou que prevê uma alta de 2,4%.

"Apesar da projeção para o PIB [do Brasil] ser menor que o ano passado [o PIB do Brasil cresceu 2,9% em 2023], a composição do crescimento esperado para 2024 é positiva e mais equilibrada", referiu Alban.

O Fundo Monetário Internacional revelou hoje as suas previsões de crescimento da economia prevendo para a economia brasileira uma melhoria, de 1,7% para 2,2% em 2024. A organização internacional também projetou que a inflação no país sul-americano deve atingir 4,1% entre janeiro e dezembro.

No que se refere a este indicador, dos preços, a organização que representa os industriais brasileiros estimou que "a inflação seguirá em desaceleração e encerrará 2024 com 3,6%".

Outra projeção da CNI é que o Banco Central reduzirá a taxa base de juros do país para 9% ao ano até dezembro.

"É relevante destacar que, mesmo que a Selic [taxa base de juros do Brasil] atinja esse nível, a política monetária seguirá contracionista em todo o ano de 2024, ainda que com menor intensidade que em 2023", segundo o relatório da CNI.

Leia Também: Nova operação contra suspeitos de financiar invasões em Brasília

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório