Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 24º

Acionistas da Sonae votam dia 30 o aumento da remuneração variável

A Sonae vai propor na assembleia geral anual do dia 30 alterações à política de remunerações dos administradores executivos que elevam para 76% o peso máximo da remuneração variável, segundo comunicado ao mercado.

Acionistas da Sonae votam dia 30 o aumento da remuneração variável
Notícias ao Minuto

11:28 - 04/04/24 por Lusa

Economia Administração

Na nota, divulgada na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo da Maia refere que o objetivo é "fortalecer a competitividade" e reforçar o "alinhamento e compromisso" dos administradores executivos com "os interesses de médio e longo prazo da sociedade e com a sua estratégia empresarial, reforçando e premiando a sua contribuição, individual e coletiva, para o sucesso da sociedade".

Assim, na reunião magna do próximo dia 30, a Comissão de Vencimentos irá propor aos acionistas a introdução na política de remunerações da administração de um novo 'Key Performance Indicator' (KPI) coletivo -- o KPI de Transformação -- "com um peso relativo de 20% no conjunto dos KPI coletivos, e consequente revisão do peso relativo dos KPI Económicos, que passará de 80% para 60%".

As alterações a introduzir preveem ainda um aumento do objetivo pré-definido aplicável à remuneração variável, que passará a oscilar entre 35% e 65% da remuneração total, e a consequente alteração do montante máximo de remuneração variável que poderá ser auferida por cada administrador executivo, "dependendo do atingimento dos objetivos pré-definidos", de forma que passe a poder atingir um máximo de 76% da remuneração total.

Outra das propostas em cima da mesa da assembleia geral anual da Sonae será a aprovação dos resultados individuais e consolidados do exercício de 2023, em que o grupo registou um lucro de 357 milhões de euros, mais 6,4% face a 2022, e a distribuição de um dividendo ilíquido de 0,05639 euros por ação.

Os acionistas serão ainda chamados a deliberar sobre a ratificação da cooptação de Maria Teresa Ballester Fornes para assumir as funções de administradora não executiva independente até ao termo do quadriénio 2023/2026, a apreciação geral da administração e fiscalização da sociedade, a aquisição e alienação de ações e obrigações próprias até ao limite legal de 10% e a aquisição e/ou detenção de ações representativas do capital social da sociedade por sociedades dela dependentes.

Leia Também: Sonae quer alcançar 45% de mulheres em funções de liderança em 2026

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório