Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
29º
MIN 15º MÁX 29º

Trabalhadores da EDP marcam concentração na assembleia-geral da empresa

Os trabalhadores da EDP marcaram uma concentração para o próximo dia 10 de abril junto à assembleia-geral (AG) de acionistas da empresa para mostrar o seu descontentamento ao grupo.

Trabalhadores da EDP marcam concentração na assembleia-geral da empresa
Notícias ao Minuto

20:40 - 25/03/24 por Lusa

Economia EDP

Segundo disse à Lusa Joaquim Gervásio, da Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Elétricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas (Fiequimetal), o protesto foi decidido hoje em plenário.

O sindicalista referiu que conta que apareçam mais pessoas neste protesto, do que numa mobilização que se realizou em janeiro, com 500 trabalhadores.

"Não podemos admitir que a empresa faça atos de gestão como se não existissem interlocutores para negociar", criticou.

"A empresa tem de olhar para o descontentamento e desvalorização de carreiras", destacou.

Os trabalhadores acabaram por concretizar a greve no dia 08 de março.

Num comunicado a dar conta do plenário de hoje, a Fiequimetal lembrou que, depois dessa paralisação, "seria de esperar que a Administração mostrasse sentido de responsabilidade, para evitar a agudização do conflito. No entanto, exibiu uma postura antinegocial, de prepotência e arrogância, e decidiu unilateralmente encerrar as negociações da tabela salarial".

"A Administração continuou a fugir da Carta Reivindicativa e não aceitou nenhuma sugestão dos sindicatos. Resolveu aplicar um aumento de 3%, com um mínimo de 60 euros, o que fica muito aquém do reivindicado e do necessário para recuperar o poder de compra perdido nos anos anteriores".

Leia Também: Bolsa de Lisboa encerra em alta com EDP a subir 4%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório