Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
25º
MIN 15º MÁX 29º

"Instabilidade política pode colocar em risco a implementação do PRR"

Governo deve procurar a "estabilidade e o consenso para garantir o andamento do plano".

"Instabilidade política pode colocar em risco a implementação do PRR"
Notícias ao Minuto

14:32 - 14/03/24 por Notícias ao Minuto

Economia Capitalizar

A mudança de Governo faz soar os alertas para a execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e a consultora fiscal e financeira Capitalizar avisa que a instabilidade política pode mesmo colocar em risco a implementação do plano português. 

"É importante salientar que um cenário de instabilidade política pode colocar em risco a implementação do PRR, especialmente no que diz respeito a investimentos e reformas que exigem grandes decisões políticas. Pelo que é importante que o novo Governo procure a estabilidade e o consenso para garantir o andamento do plano", refere André Lopes, partner da Capitalizar, citado num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto teve acesso. 

De acordo com o consultor, o futuro do PRR está relacionado com a capacidade de o novo Governo se comprometer com a sua execução:

"A incerteza é inevitável, mas o momento também oferece a oportunidade de reavaliar o plano e adaptá-lo às novas prioridades do país. Com um compromisso firme e um processo inclusivo, o PRR pode ser um instrumento crucial para o desenvolvimento e a recuperação económica de Portugal. É ainda expectável que o novo Governo tenha uma visão própria para o plano, buscando adaptá-lo às suas prioridades e à realidade mais atual do país. Essa nova perspetiva pode ser uma oportunidade para aprimorar o PRR e garantir sua eficácia", acrescenta. 

A consultora recorda que, dos 10 cheques previstos no âmbito do PRR, Portugal já recebeu quatro e esperam-se mais dois este ano. 

Leia Também: PRR? Medina garante que PS na oposição estará "na linha da frente"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório