Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 27º

PIB da Irlanda cresce 2,8% em 2024, depois de contração em 2023

O Produto Interno Bruto (PIB) da Irlanda vai crescer 2,8% este ano, depois de a economia do país se ter contraído 3,2% no ano passado, previu hoje o banco central da Irlanda (ICB).

PIB da Irlanda cresce 2,8% em 2024, depois de contração em 2023
Notícias ao Minuto

14:01 - 12/03/24 por Lusa

Economia ICB

O regulador irlandês melhorou a sua previsão de crescimento do PIB de 2,5% divulgada em dezembro para 2,8%, embora tenha ressalvado que este indicador, que tem em conta a atividade do setor multinacional, avançará durante 2025 e 2026 a um ritmo mais lento do que o esperado.

O ICB, por outro lado, reviu em baixa a previsão de crescimento da Procura Interna Modificada (MDD), um indicador mais fiável da economia nacional que, segundo o Governo, evita as distorções criadas pelas multinacionais.

O banco central afirmou que a MDD aumentará 2,2% este ano, menos 0,3 pontos do que o esperado, devido à "fraca procura global e às restrições de capacidade na economia doméstica", devendo crescer 1,9% e 2% em 2025 e 2026, respetivamente.

No que diz respeito ao mercado de trabalho, o ICB aludiu à "força e resiliência" do mesmo, sublinhando que funciona em "plena capacidade e com escassez (de mão de obra) em certos setores".

Consequentemente, prevê que o desemprego se mantenha em cerca de 4,5% nos próximos três anos e que os salários aumentem 4,5% durante esse período.

O Governo irlandês confirmou no início deste mês que a economia estava em recessão técnica no ano passado, após quatro trimestres de contrações consecutivas do PIB.

No entanto, o Governo de Dublin, uma coligação de democratas-cristãos, centristas e verdes, sublinhou que a MDD cresceu 0,5% em 2023.

Leia Também: Assembleias de voto fecharam na Irlanda em referendo pouco participado

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório