Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 20º

Luxemburgo financia instalação de painéis solares em Cabo Verde

O Luxemburgo vai financiar este ano a instalação de painéis solares em todas as escolas secundárias de Cabo Verde e nas câmaras municipais que ainda não dispõem desse sistema, anunciou hoje o encarregado de negócios da embaixada luxemburguesa.

Luxemburgo financia instalação de painéis solares em Cabo Verde
Notícias ao Minuto

13:52 - 07/03/24 por Lusa

Economia Luxemburgo

"Em 2024, a cooperação luxemburguesa apoiará a instalação de painéis solares em todas as escolas secundárias do país, bem como nas 19 câmaras municipais que ainda não dispõem de tais sistemas", afirmou Thomas Barbancey, na Praia, na terceira reunião do comité de pilotagem do programa "transição energética".

O Luxemburgo vai continuar a apoiar Cabo Verde com um orçamento de três milhões de euros, para assegurar os recursos especializados que permitam à Direção Nacional da Indústria, Comércio e Energia e parceiros continuarem a consolidar o "aumento das energias renováveis, a serem mais baratas e fiáveis para todos", prosseguiu o diplomata.

Conforme avançou, ainda este ano, serão concluídos os estudos necessários para a construção e operacionalização da central de energias renováveis na ilha de Santiago, que "vai ser a maior bateria limpa" de Cabo Verde e "reduzir em 22% a dependência do país de combustíveis fósseis".

"Espera-se que através destas iniciativas se possa melhor divulgar os benefícios das energias renováveis, da eficiência energética e promover ainda mais a microgeração", apontou.

Por seu lado, o ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, referiu que o plano operativo para 2024 abrange um conjunto de atividades que "vão contribuir para acelerar a transição energética no país, reforçando a governança do setor, desenvolvendo infraestruturas sustentáveis e promovendo acesso à energia".

A título de exemplo, destacou diversas atividades relacionadas com o desenvolvimento de infraestruturas energéticas cujo propósito é "impulsionar o incremento de penetração de energia renovável e aumentar a eficiência energética com a implementação de infraestruturas de armazenagem, de tecnologias de gestão inteligente e de rede".

Além disso, acrescentou que ainda existem atividades que proporcionam o acesso a energia para famílias que vivem em localidades remotas, não adaptadas à rede, como o apoio à instalação de infraestruturas de armazenagem de energia nas ilhas de São Vicente, Sal, Boavista e Santiago.

Ainda serão instalados painéis solares nos edifícios públicos, micro redes e de 'kits' solares nas localidades isoladas.

"Cabo Verde está avançando de forma segura em direção a descarbonização do país", afirmou, destacando que a convicção do país em ultrapassar 50% de eletricidade produzida a partir das fontes renováveis em 2030 e alcançar 100% em 2040. 

"Essa confiança se fundamenta no potencial dos recursos renováveis do país, com sol, vento e mar disponíveis em qualidade e quantidade abundante", realçou.

Leia Também: Bruxelas autoriza ajudas estatais em Portugal para equipamentos 'verdes'

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório