Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 27º

ERSE. Preço médio semanal sobe 0,8% na gasolina e desce 0,6% no gasóleo

O preço médio semanal, calculado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) subiu 0,8% para a gasolina e desceu 0,6% para o gasóleo, segundo um relatório hoje divulgado.

ERSE. Preço médio semanal sobe 0,8% na gasolina e desce 0,6% no gasóleo
Notícias ao Minuto

17:52 - 04/03/24 por Lusa

Economia ERSE

Assim, para a semana de 04 a 10 de março, "o preço eficiente antes de impostos é de 0,856 euros/litro para a gasolina 95 simples e de 0,924 euros/litro para o gasóleo simples", sendo que após impostos, "fica nos 1,764 euros/litro, para a gasolina 95 simples, e nos 1,681 euros/litro para o gasóleo simples".

Segundo a ERSE, "o preço eficiente registou uma atualização, face à semana passada, de +0,8%, para a gasolina e de -0,6% para o gasóleo, tendo em conta a variação semanal das cotações internacionais da gasolina 95 simples em +1,9% e do gasóleo simples em -1,2%".

Em relação à semana anterior, "verificou-se que a média dos preços de venda ao público anunciados nos pórticos, e reportada no Balcão Único da Energia, esteve 2,2 cêntimos/litro acima do preço eficiente dessa semana, no caso da gasolina 95 simples, e 1,7 cêntimos/litro, acima no caso do gasóleo simples".

De acordo com a ERSE, "em termos percentuais, a gasolina 95 simples foi anunciada nos pórticos 1,2% acima do preço eficiente e o gasóleo simples foi anunciado 1,0% acima" deste preço.

Já no que respeita aos preços com descontos, publicados pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), "a gasolina 95 simples e o gasóleo simples apresentaram um desvio face ao preço eficiente de -1,4% e de -3,4%, respetivamente".

Assim, "em termos absolutos, estas estimativas situam-se, para a gasolina 95 simples, em -2,5 cêntimos/litro abaixo, e para o gasóleo simples, em -5,5 cêntimos/litro abaixo, dos respetivos preços eficientes".

O preço eficiente é um preço médio semanal determinado pela ERSE, que resulta da soma de vários fatores: os preços dos combustíveis nos mercados internacionais de referência e os respetivos fretes marítimos, a logística primária, incluindo nesta parcela as reservas estratégicas e de segurança do Sistema Petrolífero Nacional, os sobrecustos com a incorporação de biocombustíveis e a componente de retalho acrescida dos impostos respetivos.

Leia Também: Baixa médica, combustíveis e mais: Os 5 temas que marcam esta 2.ª-feira

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório