Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

S&P avalia rating de Portugal e esperam-se 'boas notícias': As previsões

A Standard & Poor's (S&P) avalia hoje a dívida soberana portuguesa, com o país a poder ter, ao fim de 13 anos, todas as agências de 'rating' a classificá-lo entre os níveis 'A' no caso de uma melhoria.

S&P avalia rating de Portugal e esperam-se 'boas notícias': As previsões
Notícias ao Minuto

06:41 - 01/03/24 por Lusa

Economia Agência

Os analistas consultados pela Lusa acreditam que a agência de notação financeira vai melhorar a notação de Portugal, depois de na última avaliação, em setembro do ano passado, ter mantido o 'rating' do país em 'BBB+', mas melhorado a perspetiva de 'estável' para 'positiva'.

A concretizar-se a melhoria, a S&P alinhará a avaliação com as outras três principais agências internacionais de notação financeira, que no ano passado tiraram o país dos níveis 'B', colocando-o novamente nos níveis 'A' (dentro do nível 'A' as escalas variam entre A-/A/A+ ou A1/A2/A3).

Antes da intervenção da 'troika' em Portugal, em 2011, as quatro agências ainda classificavam a dívida soberana portuguesa nos níveis 'A', cortando drasticamente a avaliação depois do pedido de ajuda financeira.

O país precisou de sete anos para deixar de ter 'ratings' "lixo", e agora, ao fim de 13 anos, a trajetória de redução do endividamento do país é a principal justificação para as agências colocarem o risco do país no patamar dos níveis 'A', permitindo um financiamento com custos mais baixos pela República.

"Portugal tem conseguido reduzir a sua carga de endividamento, ao mesmo tempo em que mantém uma trajetória de crescimento económico, fatores que podem influenciar positivamente uma possível revisão de rating" da S&P, antevê o diretor de Investimentos do Banco Carregosa, Filipe Silva.

Para o presidente da IMF -- Informação de Mercados Financeiros, Filipe Garcia, "a agência deverá salientar a muito boa evolução das contas públicas, com redução significativa do peso da dívida/Produto Interno Bruto (PIB) e a melhor atividade económica face à média da zona euro, conducente a uma melhoria da posição fiscal".

O analista destaca que "além disso, o risco país tem vindo a diminuir de forma consistente", exemplificando que, tendo "como referência o 'spread' face à Alemanha para a maturidade de 10 anos, Portugal "paga" mais 65 pontos base do que a Alemanha, o nível mais baixo em mais de dois anos".

Os analistas descartam ainda qualquer impacto na avaliação da S&P da aproximação das eleições legislativas de 10 de março.

A próxima agência a pronunciar-se sobre Portugal será a Fitch, em 22 de março.

A Fitch avalia atualmente a dívida soberana portuguesa em 'A-', com perspetiva estável, a DBRS em 'A', com perspetiva estável; e a Moody's em 'A3', com perspetiva estável.

O 'rating' é uma avaliação atribuída pelas agências de notação financeira, com grande impacto para o financiamento dos países e das empresas, uma vez que avalia o risco de crédito.

Os calendários das agências de 'rating' são meramente indicativos, podendo estas optar por não se pronunciarem nas datas previstas ou avançarem com uma avaliação não calendarizada.

Leia Também: Rating de Portugal deve voltar aos níveis 'A' de todas as agências

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório