Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
27º
MIN 16º MÁX 29º

DGERT aguarda criação de comissão representativa do despedimento na Nokia

A Direção-Geral do Emprego e Relações de Trabalho (DGERT) "aguarda a constituição da comissão representativa" dos trabalhadores abrangidos pelo despedimento coletivo da Nokia Portugal para agendar a primeira reunião, disse hoje à Lusa fonte da entidade.

DGERT aguarda criação de comissão representativa do despedimento na Nokia
Notícias ao Minuto

11:26 - 28/02/24 por Lusa

Economia Nokia

Na segunda-feira, o Sindicato dos Trabalhadores de Telecomunicações e Comunicação Audiovisual (STT) denunciou que a Nokia Portugal tem em curso um despedimento coletivo que abrange 142 trabalhadores. A Lusa tem tentado contactar a Nokia, mas até ao momento não conseguiu obter uma resposta da empresa.

Contactado o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social sobre se tem conhecimento deste despedimento coletivo, a DGERT respondeu à Lusa que "foi destinatária da comunicação de despedimento coletivo da empresa Nokia Portugal".

Neste momento, "a DGERT aguarda a constituição da comissão representativa dos trabalhadores abrangidos pelo despedimento coletivo para agendamento da primeira reunião da fase de informações e negociação".

Paralelamente, "está a articular com o IEFP [Instituto de Emprego e Formação Profissional] para acompanhamento dos trabalhadores envolvidos no despedimento coletivo, caso o mesmo se efetive", conclui a mesma fonte.

O STT teve conhecimento que a Nokia Portugal está a avançar com um despedimento coletivo que abrange 142 trabalhadores, tendo os trabalhadores envolvidos recebido a intenção por escrito no passado dia 22 de fevereiro.

Leia Também: Sindicato diz que Nokia Portugal está a avançar com despedimento coletivo

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório