Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
27º
MIN 14º MÁX 28º

IRS automático traz reembolsos mais cedo. Como saber se estará abrangido

Por norma, o IRS automático é "uma forma mais rápida de receber eventuais reembolsos". Saiba se está abrangido.

IRS automático traz reembolsos mais cedo. Como saber se estará abrangido
Notícias ao Minuto

08:38 - 26/02/24 por Notícias ao Minuto

Economia IRS

Tendo por base a experiência dos anos anteriores, o IRS automático traz os reembolsos mais cedo para os contribuintes, já que o processo de entrega é mais simples. Como saber se está abrangido? 

Ainda falta mais de um mês para arrancar a entrega da declaração do IRS e informação no Portal das Finanças pode ainda não estar atualizada, já que o número de contribuintes abrangidos pelo IRS automático foi alargado este ano. 

Contudo, daqui por alguns dias já poderá consultar no site das Finanças se está ou não abrangido pela entrega automática da declaração de rendimentos. 

Como saber se tem IRS automático? 

"Pode confirmar se está abrangido pela entrega automática da declaração de IRS, basta aceder ao Portal das Finanças e fazer login com a sua senha de identificação. Se não encontrar um atalho para IRS no ecrã inicial, procure no menu lateral por 'Todos os Serviços' e deslize até 'IRS'. Selecione a opção 'IRS automático'", explica a DECO PROteste.

Em alternativa, procurar por IRS na barra de pesquisa e selecionar a opção 'IRS automático'. 

"Se não estiver abrangido pelo IRS automático, encontra a mensagem 'Por não reunir todas as condições previstas para ser abrangido pela Declaração Automática de Rendimentos, deve proceder à entrega de uma declaração de IRS, modelo 3, nos termos gerais'. Neste caso, deve preencher a sua declaração manualmente", diz a organização de defesa do consumidor.

Vale lembrar que o período de entrega da declaração de IRS referente aos rendimentos obtidos em 2023 decorre de 1 de abril a 30 de junho.

Reembolsos vêm mais cedo com o IRS automático

Ainda segundo a DECO PROteste, o "IRS automático é, em regra, uma forma mais rápida de receber eventuais reembolsos", pelo que a organização "sempre defendeu que o Estado deve ser rápido nas devoluções de imposto".

"Até porque, se há lugar a reembolso, é porque os contribuintes pagaram imposto a mais ao longo do ano anterior, e a sua restituição, além de justa, pode fazer alguma diferença no orçamento familiar", conclui.

Leia Também: Atenção, contribuintes: Prazo para validar faturas do IRS termina amanhã

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório