Meteorologia

  • 18 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 26º

Compra-o? Este alimento encareceu 2€ numa semana (e já custa 12€/quilo)

Relativamente ao cabaz alimentar, o preço tem oscilado desde que a isenção de IVA terminou e, na última semana, entre 14 e 21 de fevereiro voltou a subir.

Compra-o? Este alimento encareceu 2€ numa semana (e já custa 12€/quilo)
Notícias ao Minuto

07:14 - 23/02/24 por Notícias ao Minuto

Economia compras

O preço da pescada está novamente em alta e só na última semana subiu mais de dois euros, o que faz com que o quilo desta variedade de peixe custe já 11,67 euros, de acordo com uma monitorização de preços da DECO PROteste.

Relativamente ao cabaz alimentar, o preço tem oscilado desde que a isenção de IVA terminou e, na última semana, entre 14 e 21 de fevereiro voltou a subir.

"Entre 14 e 21 de fevereiro, o cabaz alimentar com 41 bens essenciais monitorizado pela DECO PROteste aumentou 1,62 euros, para 145,48 euros. Este preço está 3,51 euros acima do preço do mesmo cabaz a 4 de janeiro, o último dia da isenção de IVA", adianta a organização, em comunicado. 

Segundo as contas da organização de defesa do consumidor, "o maior aumento de preço neste cabaz registou-se entre 4 de janeiro, último dia do IVA zero, e 10 de janeiro, período durante o qual subiu 7,96 euros (mais 5,60 por cento), para 149,93 euros".

"Desde então, o preço desta cesta de bens essenciais apresenta uma tendência de descida, mas tem sofrido oscilações de preço, com subidas e descidas", acrescenta. 

Que preços mais subiram? 

Entre 14 e 21 de fevereiro, a pescada fresca foi o produto deste cabaz cujo preço mais aumentou, sendo que "em apenas uma semana, a subida foi de 2,25 euros por quilo, com um quilo desta variedade de peixe a custar agora 11,67 euros (mais 24%)".

"Além da pescada fresca, também o esparguete e a massa em espirais registaram grandes subidas de preço. No esparguete, o aumento foi de 17 cêntimos (cerca de 15%) numa semana, para 1,27 euros. Já na massa em espirais, o preço chegou aos 1,59 euros, depois de um incremento de 13 cêntimos (cerca de 9%)", acrescenta. 

Leia Também: Valorização salarial e outras 4 coisas que deve saber para começar o dia

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório